Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Enem 2014 terá participação de 15.500 candidatos idosos

Número é 42% maior que o da prova realizada em 2013

Por Da Redação 1 out 2014, 12h47

Leia também:

Manual do Candidato do Enem: o que fazer na inscrição, na prova e na matrícula Teste vocacional: descubra as carreiras que têm mais a ver com você Temas de atualidades que podem cair no Enem e vestibulares 2014/15 20 questões para escolher uma carreira no Enem e nos demais vestibulares Raio-x do Enem: os conteúdos mais cobrados desde 2009 Seis formas de usar a nota do Enem TRI: como é calculada a nota do Enem

Aproximadamente 15.500 idosos vão fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) este ano. O número de inscritos com 60 anos ou mais cresce anualmente e é 42% maior que o do ano passado. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em 2013 esses inscritos somaram 10.900. Em 2009, foram 4.700 idosos. O Enem é a porta de entrada para instituições de ensino superior e técnico, além do financiamento estudantil e intercâmbio acadêmico. Neste ano, as provas serão aplicadas nos dias 8 e 9 de novembro. Mais de 8,7 milhões de pessoas se inscreveram.

“O aumento de idosos está sendo identificado em várias instituições de ensino superior. São pessoas aposentadas, que por vezes já têm diploma de ensino superior e buscam outros cursos. Procuram uma mudança de carreira ou a realização de um sonho”, diz o superintendente-geral de Educação a Distância do Centro Universitário Iesb, em Brasília, Francisco Boelho.

Segundo Botelho, muitos procuram cursos à distância em função da comodidade. Caso do engenheiro agrônomo aposentado Tarcisio Siqueira, de 75 anos. Depois de aposentado, decidiu estudar engenharia civil à distância. “O nível de entendimento daquilo que é repassado, de compreensão e assimilação é diferente”, compara a segunda com a primeira graduação, concluída quando tinha pouco menos de 30 anos.

Continua após a publicidade

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem atualmente 26,3 milhões de idosos, número que representa 13% da população. A expectativa é que esse percentual aumente e que em 2060 chegue a 34%, segundo previsão do próprio IBGE.

(Com Agência Brasil)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês