Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em 12 horas, Prouni registra mais de 180.000 inscritos

Número de bolsas sobe 162.329: são 108.686 benefícios integrais e 53.643 parciais. Prazo de inscrição termina no dia 21

Em apenas 12 horas desta quinta-feira, 184.175 candidatos se inscreveram no Programa Universidade para Todos (Prouni), que oferece bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior. O Ministério da Educação (MEC), responsável pelo programa, atualizou o número de bolsas, que saltou de 144.639 para 162.329, sendo 108.686 integrais e 53.643 parciais. O prazo de inscrições termina na próxima segunda-feira.

Leia também:

MEC libera consulta à primeira chamada do Sisu

Quase metade dos inscritos no Sisu são cotistas

Prouni vai oferecer 144.639 bolsas no primeiro semestre

Segundo o MEC, os benefícios estão distribuídos por 12.159 cursos de 1.078 instituições. São Paulo lidera o ranking de bolsas oferecidas por estados, com 56.289 (33.824 integrais e 22.465 parciais), segundo por Minas Gerais, com 17.923, e Paraná, com 12.671. É importante lembrar que, no ato da inscrição, cada estudante pode escolher até duas opções de cursos. A lista de instituições e cursos com vagas disponíveis está disponível no site do programa.

Podem concorrer às bolsas integrais estudantes com renda familiar de até um salário mínimo e meio (1.017 reais) por pessoa. Já as bolsas parciais, que cobrem 50% do valor do curso, são destinadas àqueles que possuem renda familiar de até três salários mínimos (2.034 reais) por pessoa. Neste caso, se julgar necessário, o estudante pode recorrer ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para arcar com o valor restante do curso.

Os candidatos devem obrigatoriamente ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012 e obtido média igual ou superior a 450 pontos, além de não ter zerado na redação. É preciso também ter cursado todo o ensino médio em escolas da rede pública ou com bolsa integral na rede privada.

A segunda chamada está programada para o dia 8 de fevereiro, com período de matrículas até 19 do mesmo mês. Quem não for selecionado nas duas primeiras convocações poderá se inscrever na lista de espera, nos dias 24 e 25 de fevereiro.

Criado pelo governo federal em 2004, o programa já ofereceu mais de um milhão de bolsas. Ao aderir ao Prouni, as instituições recebem, em contrapartida, o abatimento de tributos.

No primeiro semestre de 2012, mais de 1,2 milhão de estudantes disputaram 98.728 bolsas integrais e 96.302 parciais em 1.321 instituições de ensino superior. Já no segundo semestre, o programa registrou a inscrição de 456.973 candidatos para 90.311 bolsas, o que representou uma concorrência média de cinco pessoas para cada benefício oferecido.

Sisu Na sexta-feira, tem início o período de matrícula dos estudantes aprovados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que escolhe candidatos para instituições públicas de ensino superior com base na nota do Enem 2012. O prazo termina no dia 21. No dia 28, será divulgada a segunda chamada, com matrículas nos dias 1º, 4 e 5 de fevereiro. Quem ficar de fora das duas listagens poderá se inscrever na lista de espera entre os dias 28 de janeiro e 8 de fevereiro.

Confira o passo a passo de inscrição no Prouni:

1

Calendário: datas de inscrição e divulgação de aprovados

As inscrições para o Prouni começam em 17 de janeiro e se estendem até o dia 21 do mesmo mês. Assim como o Sisu, todos os procedimentos serão on-line, no site do programa. Quem não tem acesso à internet em casa, pode procurar uma das instituições de ensino que aderiram ao programa. Elas são obrigadas a disponibilizar computadores aos candidatos.

2

Inscrição

Para iniciar a inscrição, o candidato deve fornecer seu número de inscrição no Enem 2012, assim como a senha cadastrada. Caso não se recorde da sequência, é preciso recuperá-la no site do exame.

3

Requisitos para participar do ProUni

Para participar do Prouni, é preciso ter obtido média igual ou superior a 450 pontos no Enem. Estudantes que tiraram zero na redação estão automaticamente excluídos do processo seletivo. Além disso, é preciso ter cursado o ensino médio completo em escolas da rede pública. Quem cursou integral ou parcialmente o ensino médio em escola particular pode se inscrever no programa desde que tenha sido bolsista. Pessoas com algum diploma de ensino superior estão fora da disputa, exceto professores da rede pública de educação básica.

4

ProUni x Sisu

Enquanto o Sisu seleciona estudantes para instituições públicas de ensino superior, o Prouni oferece bolsas de estudo em universidades privadas a alunos de baixa renda. São, portanto, dois programas distintos. Quem se inscreveu no Sisu pode participar do Prouni – e vice-versa. Porém, se for selecionado nos dois processos seletivos, o estudante deverá optar por um dos dois programas.

5

Tipos de bolsas oferecidas

O Prouni oferece dois tipos de benefícios. As bolsas integrais custeiam todo o valor da mensalidade e são destinadas a estudantes provenientes de famílias com rende de até 1,5 salário mínimo por pessoa. Já as parciais custeiam 50% da mensalidade e são oferecidas àqueles cuja renda familiar fica entre 1,5 e três salários mínimos por pessoa. Quem recebe a bolsa parcial mas não tem condições financeiras de pagar o restante da mensalidade pode solicitar financiamento do Fies.

6

Opções de curso

No ato da inscrição, o estudante deve escolher a que vaga deseja concorrer. Ao fazer a inscrição, escolhe as opções de curso, turno e instituição de ensino superior, dentre as disponíveis de acordo com seu perfil socioeconômico. Cada candidato pode indicar até duas opções: durante os dias de inscrição, é possível alterar a escolha. Mas atenção: há cursos que exigem requisitos específicos para matrícula. Em alguns cursos de ciências aeronáuticas, por exemplo, o estudante deve ter licença de piloto privado e um número específico de horas de voo para poder se matricular. Caso a matrícula não seja possível em função de requisitos desta natureza, o candidato perderá o direito à bolsa.

7

Cotas

O Prouni reserva vagas a negros, pardo e indígenas. Para disputar uma dessas bolsas, é preciso indicar a opção no ato da inscrição.

8

Notas de corte

Uma vez ao dia, o MEC disponibiliza para consulta a nota de corte de cada curso, ou seja, a pontuação mínima necessária para ingresso na carreira. As informações mudam com rapidez, uma vez que a nota de corte é determinada pelo número de inscritos, que cresce minuto a minuto.

9

Dispensa do vestibular

O candidato à bolsa do Prouni não precisa fazer vestibular nem estar matriculado na instituição em que pretende estudar – toda a seleção é feita pelo sistema do MEC. Entretanto, as instituições podem submeter os candidatos a um processo seletivo específico e isento de cobrança de taxa. Essa informação estará disponível ao candidato no momento da inscrição.

10

Pré-seleção e matrícula

É importante lembrar que a aprovação em qualquer das chamadas do Prouni não assegura ao candidato direito à matrícula. Além de um eventual processo seletivo dentro da universidade, o estudante deverá realizar a matrícula na instituição para a qual foi aprovado, comprovando todas as informações que forneceu no momento da inscrição, como histórico escolar e renda familiar.

11

Aprovação para a primeira opção

O candidato aprovado para vaga correspondente a sua primeira opção de curso não poderá ser convocado em outra chamada, tenha ele efetuado ou não matrícula na instituição para a qual foi selecionado.

12

Aprovação para a segunda opção

O candidato aprovado para vaga correspondente a sua segunda opção poderá ser convocado em outra chamada para uma vaga relativa à primeira opção: a realização da matrícula nesta implicará o cancelamento automático daquela.

13

Lista de espera

Quem ficar de fora das duas listas de aprovados poderá se inscrever na lista de espera do Prouni entre os dias 24 e 25 de fevereiro.

Leia também:

MEC libera consulta à primeira chamada do Sisu

Quase metade dos inscritos no Sisu são cotistas

Prouni vai oferecer 144.639 bolsas no primeiro semestre