Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Consulta a vagas do ProUni de meio de ano já está disponível

Segunda edição do programa oferece 115.101 bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior. Inscrições começam na próxima segunda-feira

Leia também:

Manual do Candidato do Enem: o que fazer na inscrição, na prova e na matrícula Teste vocacional: descubra as carreiras que têm mais a ver com você Temas de atualidades que podem cair no Enem e vestibulares 2014/15 20 questões para escolher uma carreira no Enem e nos demais vestibulares Raio-x do Enem: os conteúdos mais cobrados desde 2009 Seis formas de usar a nota do Enem TRI: como é calculada a nota do Enem

A consulta a vagas disponíveis na segunda edição do Programa Universidade Para Todos (ProUni) 2014 já está disponível para estudantes no site do programa. As inscrições começam na próxima segunda-feira, mas os candidatos a uma das 115.101 bolsas disponíveis para o segundo semestre podem usar o sistema para consultar quais cursos estão sendo ofertados.

Nesta edição, estão participando 943 instituições, com 22.139 cursos. Segundo o Ministério da Educação (MEC), a oferta é 28% maior do que a registrada no mesmo período do ano passado. Um destaque são as bolsas para os cursos de engenharia, que praticamente duplicaram, passando de 6.401 em 2013 para 12.362 neste ano. Das 115.101 bolsas disponíveis, 73.601 são integrais e 41.500 parciais. Além das engenharias, os cursos com maior oferta são administração (13.168), direito (7.887), pedagogia (7.725) e ciências contábeis (6.865).

O ProUni oferece bolsas de estudos integrais e parciais (50% da mensalidade) em instituições particulares de educação superior que oferecem cursos de graduação. Para concorrer, o estudante deve ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 e obtido no mínimo 450 pontos na média geral das provas, além de não ter tirado nota zero na redação. Precisa, além disso, comprovar renda familiar por pessoa de até um salário mínimo e meio se quiser pleitear a bolsa integral. Para as bolsas parciais, a renda familiar pode ser de até três salários mínimos por pessoa.

Os concorrentes a bolsas parciais podem recorrer ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para custear os outros 50% da mensalidade sem a necessidade de apresentação de fiador. Para isso, é necessário que a instituição para a qual foi selecionado tenha firmado termo de adesão ao Fies e ao Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (Fgeduc). No primeiro semestre de 2014, o ProUni ofereceu 191,6 mil bolsas e bateu recorde de inscrições com 1.259.285 candidatos cadastrados.