Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alunos da PUC-SP protestam contra nomeação de reitora

Grupo de estudantes alega que a professora Anna Cintra foi a última colocada em lista tríplice, mas ainda assim foi escolhida para o cargo

Um grupo de estudantes da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) ocupou, na noite de terça-feira, a reitoria da instituição em protesto contra a nomeação da professora Anna Maria Cintra como reitora. Eles alegam que a docente foi a última colocada na votação entre estudantes, funcionários e professores para a ocupação do cargo, mas ainda assim foi nomeada pelo cardeal Dom Odilo Scherer, grão-chanceler da universidade.

Nesta quarta-feira, dezenas de cadeiras permanecem amontoadas por corredores e pela sala da reitoria. Cartazes pedindo a saída de Anna Cintra e acusando a nomeação de “golpe” também estão espalhados pela instituição.

Por meio de uma carta que tem circulado na universidade e nas redes sociais, estudantes alegam que “a Fundação São Paulo, mantenedora da PUC-SP, tem adotado medidas antidemocráticas que remontam ao regime autocrático, antes tão combatido”. Os alunos pedem a posse do professor Dirceu de Mello, atual reitor e candidato mais votado. Em segundo lugar na eleição, também à frente de Anna Cintra, ficou o professor de economia Francisco Serralvo. A lista tríplice foi enviada ao cardeal, que tem a prerrogativa de escolher um dos nomes.

A reportagem entrou em contato com a PUC-SP e com a Fundação São Paulo, mas não obteve resposta sobre os protestos até a publicação desta reportagem.

Nova reitora – Anna Cintra é graduada em letras clássicas pela PUC-SP e em letras-linguística pela Universidade de São Paulo (USP). Atualmente, leciona a disciplina de língua portuguesa na pós-graduação. Segundo informações da instituição, ela já foi chefe do departamento de português, diretora geral do centro de ciências humanas e vice-reitora acadêmica.

Leia também:

Protesto termina com prisão de 27 alunos da Unifesp