Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Vendas no varejo sobem 1,9% em julho, aponta IBGE

Na comparação com julho do ano passado, a atividade do comércio mostrou alta de 6,0%

Por Da Redação 12 set 2013, 09h33

As vendas no varejo brasileiro tiveram alta de 1,9% em julho ante junho e registraram avanço de 6,0% em relação a igual mês de 2012, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira. Para o volume de vendas, é o maior resultado na comparação com o mês anterior desde janeiro de 2012 (2,8%).

Leia também:

Serasa aponta leve alta no comércio em agosto

Produção de veículos cai 2,7% em julho, diz Anfavea

Analistas ouvidos pela Reuters previam que as vendas varejistas teriam alta de 0,20% ante o mês anterior, segundo a mediana de 25 projeções, que variaram de queda de 0,40% a alta de 2,50%.

Em relação a julho do ano anterior, a expectativa era de avanço de 3,15% na mediana de 24 estimativas, que variaram de 0,30% a 4,20%. O IBGE também revisou para baixo os dados das vendas de junho sobre maio, para uma alta de 0,4%, ante avanço de 0,5% divulgado anteriormente.

Continua após a publicidade

Regiões – Oito das dez atividades pesquisadas tiveram resultados positivos na comparação mensal. Os principais destaques foram Tecidos, vestuário e calçados (5,4%); Outros artigos de uso pessoal e doméstico (3,9%); Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (3,5%); Móveis e eletrodomésticos (2,6%) e Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (1,8%).

Em relação ao mesmo mês de 2012, todas as atividades mostraram crescimento. O principal impacto no volume de vendas nesta base de comparação foi de Móveis e eletrodomésticos, com participação de 22,4% na taxa global do varejo após aumento de 11% no volume de vendas em relação a julho de 2012. Por sua vez, o grupo Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo teve participação de 21,8%, após alta de 2,6% nas vendas em julho ante o mesmo período do mês anterior.

Leia ainda:

Vendas em shoppings cresceram 8% no 1º sem de 2013, diz Abrasce

Minha Casa Melhor – A alta de 11,0% nas vendas de móveis e eletrodomésticos no mês de julho em relação a igual mês de 2012 já embute o impacto do programa Minha Casa Melhor, lançado pelo governo para os consumidores que participam do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, de acordo com Aleciana Gusmão, da coordenação de Serviços e Comércio do IBGE.

O programa Minha Casa Melhor oferece financiamento subsidiado na compra de móveis e eletrodomésticos e já distribuiu 1 bilhão de reais em crédito. “Já começamos a ver repercussão dessa liberação de crédito em julho, sobretudo para eletrodomésticos, embora outros produtos também sejam contemplados”, disse Aleciana.

(com agência Reuters)

Continua após a publicidade

Publicidade