Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Produção de veículos cai 20,5% em julho

A associação do setor informou ainda que as vendas de veículos novos no Brasil caíram 13,9% na comparação com junho

Por Da Redação 6 ago 2014, 12h04

A produção brasileira de veículos caiu 20,5% em julho na comparação com um ano antes, para 252.600 unidades, informou nesta quarta-feira a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). O cenário para as montadoras é adverso mesmo com toda a ajuda do governo, que manteve a redução do Imposto para Produto Industrializado (IPI) dos veículos automotores para estimular as vendas. É o pior resultado da indústria para o mês desde 2007.

Leia também:

GM deve suspender contrato de 1.000 funcionários em São José dos Campos

MP amplia benefício fiscal para fabricantes de automóveis

A produção acumulada de janeiro a julho soma 1,82 milhão de veículos, queda de 17,4% sobre um ano antes. A Anfavea informou ainda que as vendas de veículos novos no Brasil em julho caíram 13,9% na comparação com um ano antes, para 294.800 unidades.

Continua após a publicidade

O cenário negativo tem feito uma série de montadoras ajustar a produção por meio de concessão de férias, suspensão de contratos de trabalho e redução de jornadas em fábricas. E obrigou o governo federal a adiar para o fim do ano aumento de carga tributária que deveria ter ocorrido no final de junho.

Segundo a Anfavea, o nível de emprego nas montadoras fechou julho em 150.295 postos ocupados, queda de 4,2% sobre um ano antes.

Por segmento, a produção de carros e comerciais leves caiu 19,9% em julho em relação ao mesmo período do ano passado. Já o volume produzido de caminhões recuou 30,5%, enquanto ônibus tiveram queda de 22,9%.

Exportações – As exportações do setor automotivo brasileiro somaram 1,023 bilhão de dólares em julho, alta de 19,7% na comparação com junho e recuo de 32,2% ante julho de 2013, segundo a Anfavea.

As exportações acumuladas de janeiro a julho movimentaram 7,028 bilhões de dólares, queda de 24,5% ante igual período de 2013. Os valores consideram as exportações de autoveículos e máquinas agrícolas.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade