Clique e assine com 88% de desconto

IPCA-15, prévia da inflação oficial, avança 0,76% em janeiro

Tarifas de ônibus foram as grandes vilãs da alta nos preços, segundo o IBGE

Por Da Redação - 26 jan 2011, 08h37

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) avançou 0,76% em janeiro, informou nesta quinta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O indicador é uma prévia do índice oficial de inflação do governo, o IPCA. O principal vilão dos preços neste mês foram os transportes públicos. As tarifas de ônibus urbanos tiveram alta de 1,77% no período e foram responsáveis pelo maior impacto individual do mês: 0,07 ponto porcentual.

Acervo Digital VEJA: Inflação, o dragão que o país luta para manter adormecido

O avanço do IPCA-15 em janeiro fez com que a inflação ultrapassasse a marca dos 6% no acumulado dos últimos 12 meses. O indicador acumula alta de 6,04% no período – contra 5,79% registrados em dezembro do ano passado. Em janeiro de 2010, a taxa havia ficado em 0,52%.

O etanol foi o segundo item com maior impacto, apresentando aumento de 4,31% em seus preços, o que levou a gasolina a ficar 0,55% mais cara em janeiro. O grupo habitação também acelerou a alta dos preços devido ao aumento de aluguéis e condomínios.

Publicidade

Preços: Inflação da construção civil perde força em janeiro

Ao contrário dos meses anteriores, os alimentos não foram os principais impulsionadores da inflação. De dezembro para janeiro, alguns alimentos desaceleraram a alta ou, até mesmo, tiveram queda de preços, como o feijão preto, que caiu 3,53%. A variação do preço da carne também foi menos intensa, passando de 1,08% em dezembro, para 0,11% em abril. Já as frutas e verduras tiveram alta expressiva de, respectivamente, 3,93% e 8,57%.

Entre as onze regiões metropolitanas pesquisadas, a maior inflação foi registrada em Recife (1,23%), devido à alta de 2,63% nos preços dos alimentos, enquanto a menor ficou em Goiânia, com 0,46%.

Publicidade