Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Divida pública cai a R$ 1,48 trilhões

Por Da Redação
22 out 2009, 17h09

A Dívida Pública Federal total (interna e externa) recuou 1,39% em setembro, na comparação com agosto, para 1,48 trilhão de reais, informou o Tesouro Nacional nesta quinta-feira. Em apenas 30 dia, a dívida total teve uma redução de 21 bilhões de reais.

Já a Dívida Pública Mobiliária Federal Interna (DPMFI) totalizou 1,385 trilhão de reais em setembro, o que representa uma queda de 1,08% em relação aos 1,4 trilhão de reais registrados em agosto. Já a Dívida Pública Federal externa (DPFe) caiu para 103,04 bilhões de reais. De agosto para setembro, a redução da DPFe foi de 5,926 bilhões de reais, ou 5,44%, e deveu-se, principalmente, à valorização do real frente às demais moedas que compõem a DPFe.

Segundo o Tesouro Nacional, a queda na DPMFI ocorreu devido ao resgate líquido de R$ 26,14 bilhões. No entanto, a queda no estoque não foi neste valor porque houve uma apropriação de juros da dívida no valor de 11,048 bilhões de reais.

A parcela da DPMFI em títulos com remuneração prefixada subiu de 31,26% em agosto para 32,67% em setembro. Já os papéis atrelados à taxa Selic sofreram uma queda na participação na dívida de 38,92% em agosto para 36,90% em setembro. A fatia dos títulos da dívida remunerados pela inflação subiu de 27,83% em agosto para 28,47% em setembro. Os papéis cambiais representaram 0,74% do estoque da dívida em setembro, ante 0,78% em agosto. Já a participação dos títulos remunerados pela Taxa Referencial (TR) na dívida subiu de 1,21% em agosto para 1,22% em setembro.

Continua após a publicidade

O volume de títulos da DPMFI a vencer em até 12 meses caiu de 29,03% do total do estoque em agosto para 28,67% em setembro. Os títulos prefixados correspondem a 47,97% do montante a vencer em 12 meses e os papéis remunerados pela Selic representam 35,56% desse total.

O prazo médio da DPMFI subiu de 3,38 anos em agosto para 3,40 anos em setembro. O custo médio da DPMFI acumulado em 12 meses caiu de 12,06% ao ano em agosto para 11,64% ao ano em setembro devido, principalmente a menor variação da taxa Selic. O custo médio mensal da DPMFI passou de 9,76% ao ano em agosto para 9,84% ao ano em setembro.

(Com Agência Estado)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.