Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Banco BNP Paribas nega problemas de liquidez em dólar

Por Da Redação
13 set 2011, 08h31

Por Clarissa Mangueira

Paris – O banco francês BNP Paribas negou hoje que enfrenta problemas de liquidez em dólar como foi reportado pelo Wall Street Journal. O banco afirmou que é totalmente capaz de obter financiamento em dólar no “normal curso dos negócios”, diretamente ou por meio de swaps (operações de troca). As ações do BNP Paribas caíam 7,89% por volta da 7h45 (horário de Brasília), um dos piores desempenhos do índice CAC-40, da Bolsa de Paris, que declinava 1,76% no mesmo horário.

Numa coluna publicada no jornal, o diretor do Instituto para Pesquisa Econômica e Fiscal da França, Nicolas Lecaussin, disse, citando um executivo do banco não identificado, que o BNP Paribas “já não pode mais tomar emprestado em dólares”.

O BNP Paribas declarou que tem financiamento abundante em euro de curto prazo e financiamento em dólar de curto prazo líquido com vencimento inferior a um ano no valor de 60 bilhões de euros. O banco tem 135 bilhões de euros em “ativos isentos de encargos depois de deduções” que são elegíveis para os bancos centrais.

Continua após a publicidade

O BNP Paribas disse também que usa swaps cambiais para compensar a redução recente e o “encurtamento” de financiamento dos fundos do mercado monetário dos EUA.

Os bancos franceses, em particular o BNP Paribas e o Société Générale, têm sido afetados pela percepção de que enfrentam dificuldades para obter financiamento de curto prazo nos Estados Unidos, à medida que os fundos do mercado monetário reduziram sua exposição aos bancos em razão dos temores sobre um potencial contágio da crise da Grécia e da dívida soberana na Europa.

Ontem, os papéis do BNP Paribas e do Société Générale fecharam com quedas de 14,4% e 10,8%, respectivamente, em meio aos temores que a agência de classificação de risco Moody’s possa rebaixar a recomendação para as ações nesta semana. As ações do Société Générale recuavam 2,67% por volta da 7h45. As informações são da Dow Jones.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.