Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Wyclef Jean: novato entre os músicos engajados

Cantor haitiano entra na onda dos músicos preocupados em mudar o mundo

Por Da Redação 30 ago 2010, 08h48

O cantor haitiano Wyclef Jean, 38, lançou na de sua conta no Twitter uma canção em crioulo, idioma do seu país de origem, em que critica o presidente do Haiti, René Préval e o Conselho Eleitoral Provisório que o deixou de fora da corrida presidencial em 28 de novembro, por ele não morar há cinco anos no país, como reza a constituição.

Indignado e de muxoxo, o cantor diz na música (que pode ser ouvida aqui) que foi descartado e traído por Préval, que havia garantido que ele concorreria à presidência do país, recentemente devastado por um terremoto.

Wyclef não é o primeiro artista a se envolver em assuntos políticos. Embora ele seja o pioneiro entre os grandes músicos engajados do século 20 a se arriscar num um cargo eletivo. Quer dizer, quase deu certo.

Fotos: os músicos mais engajados – e, às vezes, mais chatos.

Wyclef ainda termina a canção dizendo que “o Deus que está comigo é mais forte que Lúcifer”. Pena que ele pegou o bonde atrasado. Há trinta anos cantores e bandas se dedicam a panfletar e defender os oprimidos, garantindo com isso boas ações e o nome sempre na mídia.

Continua após a publicidade
Publicidade