Clique e assine com até 92% de desconto

Sexta edição da CCXP vende 280 mil ingressos e aposta na força feminina

Evento vai injetar cerca de 265 milhões de reais na economia paulistana e contará com 150 horas de painéis e palestras, e a presença de astros de Hollywood

Por Redação Atualizado em 5 dez 2019, 11h01 - Publicado em 5 dez 2019, 10h21

Começa nesta quinta-feira, 5, em São Paulo a Comic Con Experience (CCXP), maior evento de cultura pop da América Latina. Serão quatro dias de imersão total no mundo geek, o que significa mais de 150 horas de painéis, premières, palestras e workshops, além da presença de inúmeros astros do entretenimento em um só lugar. Por alguns dias, o pavilhão do São Paulo Expo se converterá numa espécie de sucursal brasileira de Hollywood.

Em 2014, a CCXP chegou ao Brasil com a promessa de repetir a euforia provocada pela Comic Con de San Diego, pioneira no ramo. No entanto, não bastou copiar a receita americana para que o sucesso se repetisse. Foi preciso uma pitada de tempero local e muito investimento nos estandes para que a feira se consagrasse não só em território brasileiro. Em 2016, quando recebeu 180 000 visitantes, a versão paulistana se impôs como a terceira maior Comic Con do mundo. Agora, os números voltam a atestar seu êxito: na edição de 2019, pela primeira vez na história do evento, todos os 280 000 ingressos foram vendidos antecipadamente.

A sexta edição da CCXP, que acontece entre 5 e 8 de dezembro, promete injetar cerca de 265 milhões de reais na economia paulistana, reunindo atrações como os painéis com celebridades internacionais e as experiências promovidas por titãs do entretenimento, como Netflix e Disney.  Na edição deste ano, uma tendência chama atenção: a aposta na força feminina.

“É o ano em que vamos ter mais quadrinistas mulheres e mais conteúdo de cultura pop com a participação feminina, inclusive com os convidados internacionais”, explica Pierre Mantovani, CEO da Omelete Company, responsável pelo evento. “Se pegarmos os principais lançamentos mundiais da Warner para 2020, todos são com protagonistas femininas”, pontua. Margot Robbie e Gal Gadot, estrelas dos longas Aves de Rapina e Mulher Maravilha 1984, respectivamente, são algumas das atrizes que vão marcar presença na feira.

Embora o anúncio de convidados internacionais acabe ocupando boa parte dos holofotes, Mantovani defende que o grande diferencial do evento é a experiência como um todo: “Eu acho que o que a gente fez na CCXP foi realmente levar o ‘Experience’ a sério. Lá fora é sempre ‘Comic Con San Diego’, ‘Comic Con Nova York’, ‘Comic Con Paris’. Por que a nossa não é Comic Con São Paulo? Porque a gente não é só um evento. O conceito é promover uma experiência que vai engajar os fãs com os conteúdos e produtos. Nunca olhamos para a CCXP como uma feira, mas sim como um festival”, explica.

  • O formato parece ter dado tão certo que, em 2021, o evento ganhará os mares. Entre 18 e 21 de março, o navio da CCXP Cruise, com capacidade para 4.300 pessoas, vai navegar por águas brasileiras, repetindo a gama de atrações que consagrou a feira em solo firme com um tempero à la Disney Cruise.

    Para acompanhar melhor essa experiência imersiva, VEJA listou os melhores painéis, programas e participações que farão parte dessa hollywoodiana paulistana pelos próximos dias.

    Além de Gal Gadot e Margot Robbie, haverá ainda a participação de Iain Glen (ator de Game of Thrones), Lana Parrilla (a Rainha Má da série Era Uma Vez), Daisy Ridley, J. J. Abrams e todo o elenco de Star Wars A Ascensão Skywalker, os atores de La Casa de Papel, além das pré-estreias de Frozen II e Playmobil: O Filme.

    Continua após a publicidade
    Publicidade