Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ressaca moral e Rafael tiram Tamires do ‘BBB15’

Produção do programa ordena aos brothers restantes que não cultivem luto e diz que um novo participante pode entrar a qualquer hora

Por Amábile Reis - 8 mar 2015, 18h21

Ressaca moral é um artigo comum no Big Brother Brasil. É só rolar uma festa e os brothers tomarem um pileque para perderem o pudor — e, muitas vezes, a memória. No dia seguinte, com dor de cabeça e consciência pesada, muitos juram que se não lembram de nada do que fizeram. Foi o que aconteceu com o ex-jogador Rafael e o produtor cultural Fernando, que quase traíram as respectivas namoradas com Tamires e Amanda. A ressaca moral, porém, bateu mais forte na cirurgiã-dentista Tamires, que, além de quase trair a amiga Talita com Rafael, quase tascou um beijão no caubói César, um de seus pretendentes na casa, e terminou socorrida com soro por paramédicos. Para piorar, levou um fora do ex-boleiro gaúcho, que no dia seguinte jogou sobre ela a responsabilidade por tudo o que aconteceu. Mal com as lembranças da madrugada de sábado, neste domingo a paulista pediu para deixar o BBB15. E saiu aos prantos.

Leia também:

Após paredão, Cézar revela seu grande segredo

Após briga, Luan desponta como o novo vilão

Continua após a publicidade

Os produtores não foram pacientes nem solidários com as dores de Tamires. Neste domingo, a “voz da consciência”, que fala com os participantes através das paredes do confinamento, deixou claro para ela: ou a paulista pegava as coisas e se mandava ou parava logo com a ladainha que passou o fim de semana cultivando, de que gostaria de deixar o programa. Mais tarde, ainda menos gentil, a produção anunciou aos outros que deveriam cessar o luto e que um novo participante pode ser anunciado para o lugar da cirurgiã-dentista. “Pior para vocês, que terão mais um concorrente”, disse a “voz da consciência”. “Quem perde é quem é desistente, é fraco. O jogo continua. Quem quiser sair e só botar a malinha e, ‘pum’, some da nossa vida e morreu da nossa história. Vocês têm que enterrar essa eliminada e continuar o jogo entre vocês. A gente tem um milhão de pessoas para entrar no programa, o problema agora vai ser para vocês. Não quero mais ouvir ninguém falar dela.”

A crise — Tamires, que já é levemente surtada, perdeu a cabeça completamente depois de ouvir de Rafael — que jura não se lembrar de nada da festa de sexta-feira — que ela não deveria ter ido atrás dele no quarto e que nada aconteceu nem nunca aconteceria entre eles. “Ele não precisava me destratar desse jeito”, disse à amiga Amanda, sem perceber que o gaúcho apenas queria convencer o público de que ele não errou. Então, ela passou o sábado e o domingo implorando à produção que a tirasse do reality show. Chorou pelos cantos e até checou se a porta da casa de fato abria, para que pudesse fugir. Pelos corredores, repetia que estava fazendo hora extra e que precisava interromper aquela sensação ruim de dentro dela. “Eu quero ir embora. Não dá mais pra mim. Não ganho nada. Só fico aqui perdendo tempo. Eu não estou sendo eu. Eu não sou assim. Eu vim aqui para tentar ser eu”, se lamentava.

Amanda, a única que parece ainda ter paciência para esse comportamento, que dura desde o primeiro dia de confinamento, tentou em vão amenizar o clima. Não deu certo. O choro aumentou e o dramalhão foi parar nas alturas. Na hora de apelar, Tamires soube exatamente o que dizer: “Se eu não sair daqui hoje, eu vou na cozinha pegar uma faca e me matar. Aí os ninjas (câmeras e equipe de produção que circulam na casa) terão que vir aqui me socorrer”. Agora, a sister se autoeliminou, perdeu a chance de conquistar a bolada de 1,5 milhão de reais e a única lembrança que levará do programa são os oito quilos a mais na balança.

Publicidade