Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Príncipe William ganha helicóptero de US$ 13,6 mi de presente da rainha

Duque de Cambridge completou 32 anos no sábado e foi presenteado com um modelo Agusta A109S Grand

Por Da Redação 22 jun 2014, 16h27

Ao completar 32 anos no último sábado, o príncipe William ganhou um presente generoso de sua avó, a rainha Elizabeth II: um helicóptero de luxo avaliado em 8 milhões de libras, ou 13,6 milhões de dólares. A aeronave Agusta A109S Grand foi fabricada em 2008 e William, que é piloto profissional da Força Aérea Real, será seu primeiro proprietário.

Para justificar o presente, o Palácio de Buckingham divulgou nota afirmando que se trata de “um bom custo-benefício”. “É mais seguro usar apenas uma aeronave”, afirmou o porta-voz da família real. A nota informa ainda que o helicóptero ficará à disposição do príncipe, que também é Duque de Cambridge, por um determinado número de horas por ano – mas não informou quantas horas.

Leia também:

Príncipe William é mais popular do que rainha da Inglaterra, diz pesquisa

Bebê George dá seus primeiros passos em público

O Palácio informou ainda que o presente foi pago com o salário da rainha, proveniente de recursos públicos dados à ela pelo governo anualmente. E que a aeronave servirá para uso estritamente oficial, podendo transportar também outros membros da família real.

Continua após a publicidade

A aeronave pode carregar sete passageiros e tem autonomia de duas horas no ar. Segundo o jornal The Mirror, a escolha do presente ocorreu depois do susto que o príncipe Charles e a esposa, Camilla, levaram quando um dos helicópteros alugados para transportá-los ao País de Gales teve de fazer um pouso de emergência devido a questões de segurança.

Leia também:

Príncipe George brinca com outros bebês na Nova Zelândia

Caretas do bebê real inspiram brincadeiras na internet

Tal pai, tal filho: foto mostra semelhanças entre William e George

O presente de William foi divulgado pela imprensa britânica ao mesmo tempo em que a reforma de sua nova residência, o Palácio de Kensington, ganhou as manchetes dos jornais. Segundo os tabloides, os gastos com as obras saíram do controle, atingindo 5,5 milhões de libras, sendo que os contribuintes britânicos arcaram com 4 milhões de libras dessa conta. O restante foi pago, segundo a imprensa, pelo príncipe Charles, depois do apelo de William ao chamado “Banco do Papai”, afirmou o The Guardian.

Continua após a publicidade
Publicidade