Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Peter Jackson revela que Harvey Weinstein vetou atrizes em filme

Produtor teria dito que era um ‘pesadelo’ trabalhar com Ashley Judd e Mira Sorvino, o que influenciou na escolha do diretor para ‘O Senhor dos Anéis’

Por Da redação 15 dez 2017, 22h37

O diretor Peter Jackson revelou ao site neozelandês Stuff que o produtor Harvey Weinstein vetou a participação das atrizes Ashley Judd e Mira Sorvino para a série de filmes O Senhor dos Anéis. As atrizes estão na lista formada por dezenas de profissionais do cinema e da TV que acusaram o produtor de assédio e abuso sexual.

“Eu lembro a Miramax dizendo que era um pesadelo trabalhar com elas e que nós deveríamos evitá-las a todo custo”, disse Jackson, fazendo referência à produtora de Bob e Harvey Weinstein. Como consequência, as duas atrizes deixaram de ser consideradas para papéis na saga inspirada pela obra de J.R.R. Tolkien.

“Na época, nós não tínhamos motivo para questionar o que esses caras estavam nos dizendo”, continuou o diretor. “Eu suspeito agora que nos deram falsas informações sobre essas duas atrizes muito talentosas.”

  • A declaração de Jackson oferece mais uma pista sobre como operava o sistema de Weinstein para assediar e abusar de mulheres e depois silenciá-las através de seu poder e influência.

    Mira Sorvino chegou a dizer que se sentiu “desprezada” pela indústria cinematográfica após rejeitar os avanços do produtor. Depois das declarações de Jackson, ela foi ao Twitter agradecer o diretor. “Eu chorei. Aí está, a confirmação de que Harvey Weinstein prejudicou minha carreira, algo de que eu suspeitava mas não tinha certeza. Obrigada, Peter Jackson, por ser honesto. Estou simplesmente abatida.”

    Continua após a publicidade

    Jackson negou saber sobre as alegações de assédio sexual contra Weinstein naquela época e afirmou que desde então ele não trabalha mais com os irmãos porque eles agiam como “valentões da máfia de segunda classe”. A produção de O Senhor dos Anéis, apesar de ter começado na Miramax, acabou indo parar nas mãos da New Line Cinema, que não é dos irmãos Weinstein.

    Procurado, um porta-voz de Harvey Weinstein negou que ele influenciasse a escolha de elenco de produções. “O senhor Weinstein não tem nada além de respeito por Peter Jackson. Porém, como Jackson provavelmente lembra, já que a Disney não iria financiar O Senhor dos Anéis, a Miramax perdeu o projeto e toda a escolha de elenco foi feita pela New Line”, disse. A pessoa ainda disse que Ashley Judd fez filmes da produtora de Weinstein mesmo depois da época em que o assédio teria ocorrido e que Mira também foi considerada para algumas produções.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade