Clique e assine a partir de 9,90/mês

‘Não trabalho com hipocrisia’, diz Deborah Secco sobre casos de traição

'Sou muito feliz por ser uma pessoa liberta, que vive em paz com as próprias verdades', afirmou a atriz em entrevista a VEJA

Por Lucas Almeida - 6 jul 2018, 18h40

Deborah Secco não esconde os problemas que já enfrentou em relacionamentos amorosos, antes do marido atual, o ator Hugo Moura, com quem teve a filha Maria Flor, de 2 anos. “Não trabalho com hipocrisia, mas também respeito. Sou muito feliz por ser uma pessoa liberta, que vive em paz com as próprias verdades, mesmo que elas não sejam sempre só incríveis”, afirmou em entrevista a VEJA. 

A atriz de 38 anos revelou que traiu todos os namorados que teve — e foi traída por quase todos eles, mas explica: “Nunca enalteci nenhuma traição. Não acho uma coisa incrível. Pelo contrário, sempre que aconteceram na minha vida, elas fizeram muito mal para mim”. 

Enquanto vive a Karola na novela das nove, Segundo Sol, Deborah ainda é uma das protagonistas do filme Mulheres Alteradas, em cartaz nos cinemas. Na trama baseada nos quadrinhos de mesmo nome dos anos 1990, da cartunista argentina Maitena, a atriz vive Keka, que tenta recuperar a paixão em um relacionamento desgastado com o marido (Sergio Guizé).

“Acordávamos às 3h da manhã para começar a gravar às 4h com o nascer do sol. Mas valeu a pena, porque acho que ficou lindo. Desgaste no casamento, maternidade, paixão e trabalho são temas muito comuns à todas as mulheres”, afirma a atriz.

A comédia, que estreou nesta semana, acompanha os dilemas cotidianos de quatro mulheres em diferentes fases de vida. O elenco principal ainda conta com Monica Iozzi, Maria Casadevall e Alessandra Negrini. “Ter um filme com quatro protagonistas falando de assuntos femininos para mulheres é uma grande vitória hoje”, defende Deborah. “Acho muito difícil que alguém não se identifique.”

Continua após a publicidade
Publicidade