Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Mister M sobre câncer: “Médicos disseram para eu me preparar para o pior”

Ilusionista americano conversou com VEJA sobre seu novo espetáculo em São Paulo e contou como se recuperou da doença após uma cirurgia no Brasil

Por Felipe Branco Cruz Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 7 nov 2023, 14h40 - Publicado em 31 out 2023, 09h00

O ilusionista Val Valentino, o Mister M, que fez sucesso no Brasil há 23 anos com um quadro no Fantástico, onde revelava os segredos das mágicas, fará uma curta temporada de 20 apresentações a partir de 9 de novembro no teatro Procópio Ferreira, em São Paulo. O mágico irá revelar os segredos das mágicas clássicas e o espetáculo contará com a icônica narração de Cid Moreira.

Dias antes da estreia do espetáculo, Val Valentino recebeu a reportagem de VEJA no teatro Procópio Ferreira para um bate-papo, em que ele contou como começou a se interessar por mágica, carreira, saúde e a perseguição de outros mágicos.

Boa noite: Cid Moreira, a grande voz da comunicação no Brasil

O artista guarda uma relação muito próxima com o Brasil e diz que o país o auxiliou a se curar de um câncer de próstata. Em 2020, ele visitou o país a turismo e ficou preso aqui durante a pandemia. Nesse período, o câncer se agravou e ele teve de ser operado às pressas. “Em 2019, de fato, cheguei a ser declarado morto por três minutos. Na outra dimensão, vi minha mãe dizendo para eu vir para o Brasil. Cheguei aqui pouco antes da pandemia e não consegui voltar. O câncer piorou e fui operado no Brasil. Me recuperei graças ao carinho e amor dos brasileiros.”

Continua após a publicidade

Reportagem publicada na edição da semana da revista mostra como, folclórico e orgulhosamente cafona, Mister M é também um ótimo contador de histórias. Ao redor do globo, diz que ajudou a legalizar a mágica na China, onde a prática era proibida pela ditadura comunista. Também teria quebrado barreiras na muçulmana Indonésia. Pura ilusão dele? O fato é que os governos locais legalizaram a atuação dos mágicos profissionais nas últimas décadas — e ainda o homenagearam publicamente. Para o Príncipe dos Sortilégios, apelido que ganhou de Cid Moreira, os maiores truques já foram feitos: divulgar seu ofício — e, claro, sobreviver.

“Meu objetivo sempre foi fomentar uma nova geração de artistas”, diz ele. De volta aos palcos brasileiros, promete novamente surpreender o público após a famosa deixa do ex-locutor global — “e agora, Mister M?”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.