Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Novo Capitão América nos quadrinhos será gay e protetor dos sem-teto

Com tatuagens ao redor dos braços e piercings no nariz, Aaron Fischer é o herói das ferrovias e representa líderes e ativistas LGBTQI+

Por Eduardo F. Filho Atualizado em 18 mar 2021, 14h13 - Publicado em 17 mar 2021, 13h55

A Marvel Comics apresentou nesta terça-feira, 16, o primeiro personagem LGBTQI+ a assumir o uniforme do Capitão América em suas histórias em quadrinhos. A série, Os Estados Unidos do Capitão América, relembrará os quatro Capitães anteriores – o já conhecido Steve Rogers, Sam Wilson, Bucky Barnes e John Walker. O quarteto sairá em missões ao redor do país em busca do escudo perdido de Steve. Pelo caminho, eles encontrarão personagens que foram inspirados pelo símbolo do herói para ajudar comunidades específicas.

Um deles é Aaron Fischer, um jovem abertamente gay, com tatuagens espalhadas pelo corpo – uma delas de uma bandeira dos Estados Unidos em seu ombro – piercings no nariz e brincos. Ele também usa um traje inspirado no Capitão América. Criado pelo escritor Josh Trujillo, que é gay; e pela artista Jan Bazaldua, uma mulher transgênero, Aaron será o “Capitão América das Ferrovias” – visto que os trilhos abandonados se tornam refúgio para inúmeros moradores de rua nos Estados Unidos – que protege jovens fugitivos e sem-teto, e representa a comunidade LGBTQI+,  apesar de ele não ter a mesma super força de Steve.

Aaron Fischer, tem tatuagens e piercings espalhados pelo corpo e representará jovens desabrigados
Aaron Fischer, tem tatuagens e piercings espalhados pelo corpo e representará jovens desabrigados Twitter/Josh Trujillo/Reprodução

“Aaron é inspirado por heróis da comunidade queer: ativistas, líderes e pessoas comuns que lutam por uma vida melhor. Ele representa os oprimidos e os esquecidos”, escreveu Trujillo em um comunicado.

A primeira edição da nova fase dos quadrinhos está prevista para venda no dia 2 de junho nos Estados Unidos – ainda sem data de estreia no Brasil.

 

Continua após a publicidade
Publicidade