Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Mais Esperto que o Diabo, campeão de vendas no país, tem autor controverso

Pioneiro nos anos 30 da literatura motivacional, Napoleon Hill ressurge impulsionado pela crise atual — e se torna o autor mais vendido no Brasil

Por Raquel Carneiro Atualizado em 22 jan 2021, 18h36 - Publicado em 22 jan 2021, 06h00

Nos anos 30, milhões de americanos foram atingidos pelos efeitos calamitosos da Grande Depressão — e não foi diferente com Napoleon Hill (1883-1970). Empreendedor que saltava de galho em galho, e naquela altura tentava a sorte como escritor, ele sobrevivia do socorro financeiro da família da esposa — isso, até o divórcio arrastá-lo ao fundo do poço. Mas Hill encontrou uma forma de dar a volta por cima: se ele não podia lutar contra a ruína econômica, por que não lucrar com ela? Com base em seu próprio desalento, escreveu o que viria a ser seu maior sucesso, Quem Pensa Enriquece (1937). Hoje com 120 milhões de cópias vendidas, a obra foi pioneira em explorar uma premissa básica do aconselhamento motivacional: com determinação e pensamentos positivos, qualquer um pode vencer na vida.

+ Compre o livro Quem Pensa Enriquece, de Napoleon Hill

Que a literatura de Hill tenha conservado seu apelo ao longo das décadas não chega a ser surpresa. Ele foi, afinal, um dos inventores da autoajuda moderna. Não deixa de ser uma ironia, contudo, seu súbito empoderamento no Brasil da pandemia, da crise econômica e da polarização tóxica. Mais Esperto que o Diabo, livro que o americano fez em 1938 e ganhou edição no Brasil em 2014, atropelou o mercado editorial no ano passado. Isso mesmo: a obra de autoajuda dos anos 30 foi o livro mais vendido do país em 2020, com 234 000 cópias comercializadas.

A ascensão do título coroou um movimento que se delineava desde 2019, quando o líder do ranking foi Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas (1936), de Dale Carnegie (1888-1955) — outro autor que fez fama à sombra da Grande Depressão. “Vivemos um período de medo, o que aumentou a busca por livros de superação”, diz o editor Marcial Conte Jr. Inebriado pela obra de Hill, Conte Jr. largou o ramo farmacêutico para se dedicar ao editorial e, junto de outros empresários, criou a Citadel, casa de Mais Esperto que o Diabo.

+ Compre o livro Mais Espero que o Diabo, de Napoleon Hill

Hill escreveu a obra em 1938, na esteira de Quem Pensa Enriquece. O livro, contudo, foi engavetado por veto de dona Annie Lou, última das cinco esposas do autor, por questões religiosas. Além da menção ao dito-cujo no título, o manual é todo construído em torno de uma fictícia entrevista entre o autor e o diabo — que exige ser chamado de “Sua Majestade”. Hill usa a metáfora demoníaca para denunciar os pensamentos negativos como fonte insidiosa de toda infelicidade. Essa pérola só seria publicada pela primeira vez nos Estados Unidos em 2011.

Continua após a publicidade

+ Compre o livro Como Fazer amigos e Influenciar Pessoas, de Dale Carnegie

A volta de Hill às livrarias reacendeu a curiosidade sobre uma biografia em que realidade e mitologia pessoal se mesclam. Sabe-se que o autor nasceu em uma família humilde e trabalhou em diversas áreas. Mudou-se muitas vezes, e se divorciou outras tantas. Faliu, foi acusado de fraude e até preso por pequenos delitos, como falsificação de cheques. Reza a lenda que a virada aconteceu quando Hill, então atacando de repórter, entrevistou Andrew Carnegie (1835-1919), magnata da indústria do aço, que o teria instigado a falar com figurões como Henry Ford e Thomas Edison para descobrir as causas do sucesso e do fracasso. Exceto por uma foto de Hill ao lado de Edison, não há evidências de que esses encontros tenham acontecido. Assim como não há provas de que o autor tenha sido conselheiro de presidentes americanos, como alardeava. Sua biografia oficial diz que um incêndio destruiu fotos e cartas que o ligavam aos poderosos. O diabo, como se vê, mora nos detalhes.

Publicado em VEJA de 27 de janeiro de 2021, edição nº 2722

VEJA RECOMENDA | Conheça a lista dos livros mais vendidos da revista e nossas indicações especiais para você.

CLIQUE NAS IMAGENS ABAIXO PARA COMPRAR

Quem Pensa Enriquece
Quem Pensa Enriquece, de Napoleon Hill
Mais Espero que o Diabo
Mais Espero que o Diabo, de Napoleon Hill
Como Fazer amigos e Influenciar Pessoas
Como Fazer amigos e Influenciar Pessoas, de Dale Carnegie

*A Editora Abril tem uma parceria com a Amazon, em que recebe uma porcentagem das vendas feitas por meio de seus sites. Isso não altera, de forma alguma, a avaliação realizada pela VEJA sobre os produtos ou serviços em questão, os quais os preços e estoque referem-se ao momento da publicação deste conteúdo.

Continua após a publicidade
Publicidade