Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Madonna recebe permissão para adotar duas crianças do Malaui

Cantora já tem duas crianças adotadas no país africano

Por Da redação Atualizado em 7 fev 2017, 15h17 - Publicado em 7 fev 2017, 10h47

A Alta Corte do Malaui deu aprovação nesta terça-feira para Madonna adotar duas crianças, elevando para quatro o número de crianças que adotou no país africano, disse uma autoridade do tribunal. No momento em que recebeu a permissão, a cantora estava no tribunal, em Lilongwe, com seus advogados. Madonna deve adotar duas meninas gêmeas de quatro anos, Esther e Stella. Ela já adotou um menino, em 2006, e uma menina em 2009.

“Hoje, a Alta Corte tomou a decisão de que ela deve prosseguir e adotar as duas crianças”, disse o porta-voz do judiciário do Malaui, Mlenga Mvula. Segundo Mvula, as duas crianças vivem no mesmo orfanato que David Banda, o menino que a cantora adotou em 2006, na cidade de Mchinji. Depois de David Banda, ela adotou Mercy James.

Madonna criou a fundação Raising Malaui em 2006 e afirma ter entregue milhões de dólares para financiar orfanatos e outras instituições de proteção a órfãos no Malauí. Mãe de quatro filhos, a cantora é vista pela imprensa como uma das maiores doadoras para projetos infantis nesse território africano. O Malaui é considerado pela ONU um dos 20 países menos desenvolvidos do planeta.

No final de janeiro, enquanto a Justiça havia anunciado estudar um pedido de Madonna, a cantora negou qualquer projeto de adoção, assegurando que visitava o Malaui apenas para supervisionar sua fundação, que inclui um centro cirúrgico para crianças no Hospital Queen Elizabeth, em Blantyre, centro financeiro do país.

Após as adoções no Malauí em 2006 e 2009, suas frequentes estadias no pequeno e pobre país da África austral geraram controvérsia. Em 2013, a então presidente Joyce Banda criticou seu comportamento arrogante perante as autoridades e o fato de exigir tratamento VIP e supervalorizar sua ajuda ao país.

Mas, desde a saída de Banda do poder, em 2014, a artista mantém boas relações com o novo presidente, Peter Mutharika. Ele já se disse “sempre grato por sua paixão pelo país”.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)