Clique e assine a partir de 8,90/mês

Júri do Festival de Cannes será majoritariamente feminino

Bem representativo, o júri reúne sete nacionalidades de cinco continentes, destaca um comunicado divulgado pela organização do Festival de Cannes

Por agência France-Presse - Atualizado em 18 abr 2018, 10h33 - Publicado em 18 abr 2018, 10h32

O júri do Festival de Cinema de Cannes, presidido pela atriz australiana Cate Blanchett, será neste ano majoritariamente feminino, com cinco mulheres e quatro homens, com destaques para as presenças das atrizes americana Kristen Stewart e francesa Léa Seydoux. A diretora e roteirista americana Ava DuVernay e a cantora Khadja Nin (Burundi) completam a representação feminina.

Os quatro homens que integrarão o júri, responsável por definir o vencedor da Palma de Ouro, são o ator taiwanês Chang Chen e os diretores russo Andrei Zviaguintsev, canadense Denis Villeneuve e francês Robert Guédiguian.

O júri representa sete nacionalidades de cinco continentes, destaca um comunicado divulgado pela organização do Festival de Cannes, que acontecerá de 8 a 19 de maio.

Blanchett, que substitui na presidência o cineasta espanhol Pedro Almodóvar, será a 12ª mulher a comandar o júri em 71 edições do festival e a primeira desde Jane Campion, em 2014.

A atriz de 48 anos, vencedora do Oscar, foi uma das primeiras celebridades a tomar posição contra o produtor Harvey Weinstein, acusado desde outubro do ano passado por agressão e estupro por várias mulheres, sobretudo atrizes.

“Após o escândalo Weinstein, o mundo não será o mesmo, o Festival de Cannes não será o mesmo”, afirmou na semana passada o diretor geral do evento, Thierry Frémaux, ao anunciar a seleção oficial de filmes.

O filme de abertura do festival será Todos lo Saben, do iraniano Asghar Farhadi, rodado em espanhol e protagonizado por Penélope Cruz, Javier Bardem e Ricardo Darín.

Continua após a publicidade
Publicidade