Clique e assine com até 92% de desconto

Gugu Liberato agora vai investir em produção independente

Em comunicado, Record confirma que contrato foi rescindido e fala em decisão 'acordada'

Por Da Redação 7 jun 2013, 17h32

A Record acaba de oficializar a saída de Gugu Liberato. Em comunicado enviado nesta sexta-feira, a emissora adotou um tom polido e informou que ambas as partes decidiram rescindir contrato após quatro anos de o apresentador ter trocado o SBT pelo canal do bispo Edir Macedo. No final, informa que Gugu deve agora investir em produção independente, com a sua empresa GGP.

LEIA TAMBÉM:

Gugu Liberato se reúne com advogados para discutir saída da Record

LEIA TAMBÉM:

Gugu: ‘Eu não importava mais para o SBT’

Continua após a publicidade

“A emissora e o apresentador consideram que o período de convivência profissional foi proveitoso para ambas as partes e atingiu seus objetivos”, diz a nota oficial do canal. A nota também afirma que foram oferecidas todas as condições para que Gugu e sua equipe desempenhassem o seu trabalho. A afirmação busca desmentir boatos de que o apresentador estaria insatisfeito por causa dos muitos cortes de verba em sua produção, motivados pela crise financeira enfrentada pela Record.

Acervo VEJA: Gugu na corda bamba das tardes de domingo

“Devido às mudanças de condições de mercado e a abertura de novas oportunidades, Gugu acredita ser o momento de investir em produção independente inclusive através de sua produtora GGP”, conclui a nota, depois de afirmar que as portas da emissora continuam abertas para Gugu.

Gugu Liberato deixa a Record quatro anos após sair do SBT atraído por um salário mensal de 3 milhões de reais e as promessas de que teria verba à sua disposição para diversas produções em seu programa caso fosse para a Rede Record. Gugu, que ainda teria mais quatro anos de contrato a cumprir com a Record, estaria insatisfeito com a redução em seu salário proposta pelo canal, que vem diminuindo gastos e cortando funcionários.

Por outro lado, o programa de Gugu não deu à emissora a audiência esperada. Quando estreou, em 2009, a atração atingiu 16 pontos no ibope e concorreu com o Fantástico, mas o sucesso durou pouco e um ano depois a audiência despencou.

Continua após a publicidade
Publicidade