Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Fim de uma era: Miss Mundo Brasil dá adeus ao biquíni

A prova deve ser substituída por outra avaliação, ainda não divulgada pela organização do concurso, que existe desde 1951

Por Da Redação 18 dez 2014, 17h58

O concurso Miss Mundo anunciou há poucos dias o fim de uma de suas mais tradicionais – e folclóricas – provas. Se não a mais tradicional – e folclórica – de todas: o desfile de biquíni. E nesta quinta-feira, para a tristeza de muitos marmanjos, a edição brasileira do evento anunciou que vai aderir à medida. A partir de 2015, portanto, o Miss Mundo Brasil não terá mais desfile das candidatas em traje de banho. A prova deve ser substituída por outra avaliação, ainda não divulgada pela organização do concurso. Em outra competição de beleza feminina, o Miss Universo, a prova continua a existir.

Leia também:

Venezuelana vence Miss Universo; brasileira fica em 5º

Mato-grossense conquista coroa de Miss Brasil 2013

Miss América de ascendência indiana é discriminada no Twitter

“O Miss Mundo busca uma mulher linda, articulada, talentosa, que possa ser uma embaixadora de projetos sociais. Que diferença faz uma nota alta em um desfile em traje de banho? Concordo que é quase constrangedor julgar uma mulher por dois centímetros a menos ou a mais em qualquer parte do seu corpo nos dias de hoje”, afirmou Henrique Fontes, diretor-executivo do Miss Mundo Brasil e do Mister Brasil, em comunicado.

O Miss Mundo nasceu como um festival de biquíni em 1951, em Londres, e, até 1975, a ganhadora do concurso era premiada em traje de banho. A edição de 2014 do Miss Mundo aconteceu no domingo passado, dia 14 de dezembro, e premiou a representante da África do Sul, Rolene Strauss. A brasileira Julia Gama ficou entre as dez semifinalistas.

Continua após a publicidade
Publicidade