Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Emma Watson usa look feito de garrafas plásticas no baile do MET

Figurino reciclável produzido pela Calvin Klein foi a escolha da atriz para entrar no tema "a moda na era da tecnologia" do evento

Por Da Redação
3 Maio 2016, 10h20

Emma Watson foi uma das convidadas que mais chamaram a atenção durante o baile de gala do MET 2016, que aconteceu na noite desta segunda-feira. O evento beneficente, organizado pelo Metropolitan Museum de Nova York, todo ano reúne nomes conhecidos de Hollywood e do mundo da moda desfilando peças de roupas não muito convencionais. Neste ano, o tema do evento foi “Mão x Máquina: a moda na era da tecnologia”. Por isso, a atriz de Harry Potter lançou mão de um look produzido a partir de garrafas plásticas recicladas. “O plástico é um dos maiores poluentes do planeta. Ser capaz de reutilizar resíduos e incorporá-los ao meu vestido prova que criatividade, tecnologia e moda podem trabalhar em conjunto”, escreveu Emma no Facebook.

LEIA TAMBÉM:

Emma Watson elogia escolha de atriz negra para papel de Hermione

Malala diz ser feminista graças a Emma Watson, de ‘Harry Potter’

Emma Watson é nomeada embaixadora da ONU

Continua após a publicidade

O look da atriz foi assinado pela grife Calvin Klein, em parceria com a ONG Eco Age. Emma explicou que a peça é composta por três tipos de tecidos, todos com fios feitos a partir de garrafas plásticas descartadas. “Cada parte deste lindo vestido foi produzida pensando em sustentabilidade, mesmo os componentes que você não pode ver. Os zíperes são feitos de materiais reciclados e a parte interna do sutiã é feita a partir de algodão orgânico”, explicou a atriz na rede social.

Emma Watson parece ter pensado em todos os detalhes do figurino, inclusive o destino dele depois do desfile. Segundo a atriz, o look na verdade é formado por cinco peças diferentes, que podem ser reutilizadas separadamente em ocasiões futuras, ou seja, não é um vestido para ser usado uma vez e depois descartado. “As calças podem ser usadas por conta própria, assim como a parte de cima, a cauda pode servir para um futuro tapete vermelho. Estou ansiosa para experimentar. Coisas verdadeiramente belas devem ser usadas de novo e de novo e de novo”, declarou.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.