Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Em acordo milionário, Neil Young vende 50% dos direitos de suas músicas

Não se sabe se a transação, estimada entre 50 milhões e 150 milhões de dólares, inclui uso das canções pela publicidade - o que o artista sempre condenou

Por Felipe Branco Cruz Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 6 jan 2021, 12h06 - Publicado em 6 jan 2021, 12h02

O cantor e compositor Neil Young, 75 anos, vendeu 50% dos direitos autorais de suas canções para a empresa Hipgnosis Songs. Esta é a terceira aquisição da Hipgnosis em menos de uma semana, somando-se à compra dos catálogos de Lindsey Buckingham, do Fleetwood Mac, e do produtor executivo Jimmy Iovine, fundador da Interscope Records e co-fundador da empresa Beats By Dre. A cantora Stevie Nicks, que também foi colega de Buckingham no Fleetwood Mac, vendeu seu catálogo solo em dezembro para outra empresa, a Primary Wave. Também no ano passado, a Universal Music já havia comprado por quase 300 milhões de dólares o catálogo musical de Bob Dylan.

Os termos do acordo não foram divulgados, mas, ao todo, foram adquiridas cerca de 1 180 canções de Neil Young. Em sua trajetória, ele lançou 70 álbuns em carreira solo e com bandas como Buffalo Springfield, Crazy Horse e Crosby, Stills, Nash & Young. De acordo com reportagens publicadas no site da revista Variety e da rede britânica BBC, a estimativa é de que a transação tenha ficado entre 50 milhões a 150 milhões de dólares.

Não foi divulgado se, no acordo de venda, Young autoriza o uso de suas músicas em campanha publicitárias. O artista sempre se manifestou contra o uso comercial de canções. Em 1988, por exemplo, na faixa This Note’s For You, ele criticou artistas que faziam isso, como Michael Jackson e Eric Clapton, em uma letra que dizia: “Não estou cantando para a Pepsi/ Não estou cantando para a Coca/ Eu não canto para ninguém/ Me faz parecer uma piada.”


Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.