Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Disputa por uso de músicas em série sobre Sex Pistols vira barraco punk

Após vetar os hits da banda inglesa na aguardada trama biográfica dirigida por Danny Boyle, ex-vocalista Johnny Rotten é processado pelos ex-colegas

Por Felipe Branco Cruz Atualizado em 16 jul 2021, 17h40 - Publicado em 16 jul 2021, 12h07

Dois ex-integrantes do Sex Pistols, o guitarrista Steve Jones e o baterista Paul Cook, estão processando o ex-vocalista John Lydon, o Johnny Rotten, por proibir a utilização das músicas do grupo em uma aguardada minissérie biográfica sobre o grupo que personificou o movimento punk no final dos anos 70. Dirigida por Danny Boyle, de sucessos como Trainspotting e Quem Quer Ser um Milionário?, a minissérie em seis episódios se intitula Pistol e é uma adaptação do livro Lonely Boy: Tales From a Sex Pistol, de Jones, lançado em 2017. Tem previsão de lançamento em 2022, no canal por assinatura FX.

A briga entre os ex-integrantes da mais famosa banda punk de todos os tempos começou em abril. Primeiramente, foi Rotten quem ameaçou processar os ex-colegas por não ter sido contratado como “consultor”, considerando a decisão desrespeitosa com ele. Agora, segundo os dois outros ex-integrantes, ele tenta de qualquer jeito atrapalhar a produção.

De acordo com uma reportagem da Associated Press, Jones e Cook pretendem usar um acordo feito entre os ex-integrantes em 1998, em que eles concordavam que as futuras decisões a respeito da banda seriam tomadas por votação da maioria. O advogado que cuida do caso afirmou que o baixista Glen Matlock e o espólio de Sid Vicious, morto em 1979, também apoiam o licenciamento das músicas.

Rotten, por sua vez, afirma que um licenciamento como esse não pode ser feito sem sua autorização e que os ex-integrantes pretendem retratá-lo como uma pessoa hostil e irritante. Rotten causou surpresa alguns anos atrás ao surgir usando uma camiseta com os dizeres “Make America Great Again”, slogan associado ao ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Parece que já não fazem mais punks como antigamente.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)