Clique e assine com até 92% de desconto

Disney planeja lucrar (ainda mais) com ‘Frozen’ no Natal

Fantasias das protagonistas venderam mais de 3 milhões de réplicas nos EUA

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 21h46 - Publicado em 6 nov 2014, 08h05

Um ano após seu lançamento em diversos países, a animação Frozen: Uma Aventura Congelante ainda rende uma série de produtos licenciados, que vão de curativos adesivos até vestidos de noiva. Para dezembro, a Disney tem boas expectativas para lucrar (ainda mais) com a princesa Elsa e sua irmã Anna, protagonistas da história.

“A conexão poderosa entre famílias do mundo e o filme Frozen e seus personagens é um fenômeno que só cresceu nos últimos doze meses”, disse Paul Gainer, vice-presidente de produtos da Disney, em comunicado publicado pelo jornal britânico The Guardian. “Para o fim do ano, a Disney vai expandir os tipos de produtos e dobrar a presença de Frozen no mercado para atender à forte demanda de fãs.”

Leia também:

Modelito de Elsa, de ‘Frozen’, inspira vestido de noiva

Mattel perde licença das Princesas Disney e de Frozen para Hasbro

‘Frozen’ vai ganhar sequência em curta-metragem

Bonecos dos personagens, fantasias e um brinquedo de karaokê, que toca as músicas da trilha sonora do filme, estão entre os produtos mais populares e que devem vender bem no Natal. As fantasias das duas protagonistas, aliás, já têm um histórico de sucesso. As réplicas dos vestidos de Elsa e Anna venderam mais de 3 milhões de unidades nos Estados Unidos em menos de um ano.

Dirigido por Jennifer Lee e Chris Buck, Frozen arrecadou mais de 1,3 bilhão de dólares em bilheteria mundial, se tornando a animação mais rentável e o quinto filme mais lucrativo da história.

Continua após a publicidade
Publicidade