Clique e assine a partir de 8,90/mês

Depois de estátua da Mônica, Sansão é roubado em SP

O coelho foi furtado na esquina da Rua Bela Cintra com a Alameda Tietê, nos Jardins

Por Da Redação - 19 nov 2013, 10h24

As estátuas da Mônica Parade, exposição comemorativa dos 50 anos da personagem de Mauricio de Sousa, se transformaram não só em atração para fãs, mas também em alvo de criminosos. Depois do sequestro de uma estátua da Mônica na última semana, o coelho Sansão que acompanhava uma das peças foi furtado na esquina da Rua Bela Cintra com a Alameda Tietê, na região dos Jardins.

De acordo com a assessoria de imprensa da Top Trends, que distribuiu as estátuas pela cidade, o roubo foi percebido na ronda diária de inspeção das peças feitas pela empresa. “A organização monitora diariamente todas as esculturas e, caso seja identificado algum dano, o reparo é realizado instantaneamente, ou se for o caso, a obra é retirada para manutenção e depois recolocada nas ruas”, diz o comunicado da Top Trends. Um novo Sansão, o coelho inseparável de Mônica, já está sendo feito e deve ser instalado ainda esta semana. A peça é assinada pelo artista plástico Alexander Borba e recebe o nome Hello, My Name is M.

Na última semana, quando uma estátua desapareceu da Rua Oscar Freire e foi encontrada em Guarulhos, o sequestro virou piada e se transformou em mais um meme da internet. Uma montagem feita por um usuário mostrava a icônica personagem de Mauricio de Sousa sendo pichada por Justin Bieber, outra substituía a cabeça de Mônica pela da atriz Barbara Paz. Além do roubo da estátua e do desaparecimento de Sansão, outras peças foram vandalizadas e restauradas, segundo a editora Panini, que publica os gibis da Turma da Mônica.

Exposição — A Mônica Parade espalhou 50 estátuas de 1,60m da personagem, personalizadas por artistas convidados por Mauricio de Sousa, entre 35 bairros de São Paulo. As esculturas são feitas de fibra de vidro e ficam sobre uma base de 25 centímetros. Uma foi pintada pelo próprio Mauricio. A exposição vai até o dia 8 de dezembro. Depois, 20 das estátuas serão leiloadas, com a renda revertida ao Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef). As outras 30 seguem em turnê, primeiro para o Rio, depois Belo Horizonte. Os fãs podem acompanhar os bastidores da mostra pelo site http://www.monicaparade.com.br.

Continua após a publicidade
Publicidade