Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Queria mais cachê? Daniel Craig agora admite voltar a ser 007

'Eu amo esse trabalho. Divirto-me muito e, se puder continuar a me divertir dessa maneira, continuarei', disse o ator no NY Festival

Por Da redação Atualizado em 23 Maio 2017, 11h16 - Publicado em 11 out 2016, 09h22

Daniel Craig chegou a dizer, em uma declaração dramática, que preferia cortar os pulsos a voltar a viver o agente secreto James Bond nos cinemas. Agora, menos de um ano após o lançamento de 007 contra Spectre, último longa da franquia e o derradeiro feito por Craig, o ator recua e diz que “não há outro emprego como esse”. A mudança, que levanta suspeitas sobre as negociações entre o estúdio da série e o ator, nos bastidores, foi detectada pela reportagem do jornal britânico The Guardian no New Yorker Festival, em Nova York, neste fim de semana. No evento, Craig respondeu perguntas do público e disse que, se puder continuar se divertindo no papel, vai retornar a ele “amarradão”.

  • “Tenho o melhor emprego do mundo interpretando Bond”, disse Daniel Craig, que tem 48 anos e já viveu o personagem em quatro filmes. “As coisas que eu tenho que fazer em um filme de Bond e tipo de trabalho que faço, não há outro emprego como esse. Eu amo esse trabalho. Divirto-me muito e, se puder continuar a me divertir dessa maneira, continuarei.”

  • Quanto às suspeitas de ter inflado seu cachê — ele teria recebido uma oferta de 150 milhões de dólares para atuar em dois novos filmes da franquia –, o ator desconversou. “Não há nenhuma conversa neste momento”, disse. “Todos estão um pouco cansados ainda.”

    Publicidade