Clique e assine com até 92% de desconto

Causa da morte de Sage Stallone pode levar até dois meses

Advogado do filho de Sylvester Stallone, George Braunstein, diz que ele tinha idolatria pelo pai e que mantinha uma única foto em seu quarto, na qual aparece, aos 14 anos, ao lado do intérprete de Rocky

Por Da Redação 15 jul 2012, 20h33

A autópsia no corpo de Sage, o filho do ator Sylvester Stallone encontrado morto na última sexta-feira, foi concluída neste domingo, mas a causa da morte só será conhecida em até dois meses, com a conclusão do exame toxicológico. No momento, a polícia de Los Angeles trabalha com a hipótese de uma overdose de medicamentos, já que foram encontrados vários frascos de remédios controlados no quarto de Sage, que tinha 36 anos. O advogado do ator, George Braunstein, rebate essa versão, alegando que o cliente não consumia drogas nem costumava beber.

Ainda segundo Braunstein, Sage tinha verdadeira adoração pelo pai. “Em seu quarto, havia apenas uma fotografia em que Sage aparece, aos 14 anos, ao lado do pai. Ele o idolatrava”, contou em entrevista ao site da revista People.

Braunstein conta também que Sage Stallone e seu sócio, Bob Murawsky, haviam assinado há poucas semanas o contrato de aquisição de um novo filme para a produtora Grindhouse Releasing, especializada em restaurar e distribuir filmes antigos. “Ele sabia tudo sobre cinema, era como uma enciclopédia ambulante e podia conversar horas sobre produções sobre as quais ninguém nunca ouviu falar.”

Publicidade