Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Cate Blanchett afirma ter um passado lésbico

Atriz que vive um romance gay no filme ‘Carol’ diz ter muitas experiências com mulheres na vida real

Por Da Redação 13 Maio 2015, 09h34
Cate Blanchett na chegada para a cerimônia do Oscar 2014
Cate Blanchett na chegada para a cerimônia do Oscar 2014 VEJA

A atriz australiana Cate Blanchett saiu do armário, ou quase isso, em entrevista ao site da revista americana Variety. A vencedora do Oscar de melhor atriz em 2014, por Blue Jasmine, agora estrela Carol, romance lésbico ao lado de Rooney Mara, dirigido por Todd Haynes. O filme concorre à Palma de Ouro no Festival de Cannes, que começa nesta quarta-feira.

Ao ser questionada se o drama foi sua primeira experiência como lésbica, Cate respondeu: “No cinema ou na vida real?”. Perguntada se teve um relacionamento com uma mulher na vida real, a atriz disse: “Sim, muitas vezes”. Atualmente, Cate é casada com o dramaturgo Andrew Upton e mãe de três meninos e uma menina.

Leia também:

Festival de Cannes chega a 2015 com muitos europeus e estrelas

Personagem de ‘X-Men’ é empurrado para fora do armário

Miley Cyrus sai do armário: ‘Gosto de meninos e meninas’

Baseado no romance de mesmo nome de Patricia Highsmith, Carol se passa em Nova York, nos anos 1950, e conta a história de uma mulher mais velha e casada (Cate) que se apaixona por uma jovem (Rooney). Cate já estrelou outra adaptação de um livro da autora, o thriller O Talentoso Ripley, em 1999.

Na entrevista, a atriz também disse ter lido muitos livros de mulheres da época para se preparar para o papel. “Existem muitas pessoas como a Carol, que não precisam gritar sobre sua sexualidade. É um filme discreto, não é um Azul É a Cor Mais Quente“, disse a atriz, em referência ao vencedor da Palma de Ouro, em 2013.

http://www.youtube.com/embed/L8e8S-4E7lY
‘Il Racconto dei Racconti’, de Matteo Garrone

Continua após a publicidade

Depois de estourar com Gomorrah e Reality, o diretor italiano volta-se para os contos de fadas, adaptando histórias de Giambattista Basile (1566-1632), que reuniu algumas das primeiras versões de Rapunzel e Cinderela. No elenco, Salma Hayek, Vincent Cassel e John C. Reilly. É o primeiro filme do cineasta falado inglês.

The Lobster
The Lobster VEJA

http://www.youtube.com/embed/ZvOnxL2pKbI
‘Irrational Man’, de Woody Allen

Emma Stone faz seu segundo trabalho em sequência com o veterano diretor nova-iorquino, com quem já rodou Magia ao Luar (2014). Ela é a estudante por quem um professor de filosofia em crise existencial (Joaquin Phoenix) se apaixona, encontrando propósito na vida. O longa-metragem foi rodado na pitoresca Newport, no Estado de Rhode Island. 

http://www.youtube.com/embed/WE_2pZq5CFI
‘Mia Madre’, de Nanni Moretti

O italiano Nanni Moretti gosta de usar elementos autobiográficos. Em Mia Madre, usa a experiência de perder sua mãe durante as filmagens de Habemus Papam (2011) como a inspiração para a cineasta Margherita (Margherita Buy), que tenta levar adiante seu longa de fundo político enquanto cuida da mãe e lida com um astro complicado (vivido por John Turturro).  

http://www.youtube.com/embed/0P-gn9dZG7s
‘Carol’, de Todd Haynes

Baseado em um romance de Patricia Highsmith, mostra a história da jovem Therese (Rooney Mara) que se apaixona por Carol, uma mulher casada e mais velha (Cate Blanchett), na Nova York dos anos 1950. Kyle Chandler (Bloodline) interpreta o marido de Carol. Entre Eu Não Estou Lá (2007) e Carol, Todd Haynes fez a minissérie Mildred Pierce

Sicario
Sicario VEJA

http://www.youtube.com/embed/1GgzyyzY7ts
‘Youth’, de Paolo Sorrentino

Em seu segundo filme falado em inglês – o primeiro foi Aqui É o Meu Lugar, com Sean Penn –, o italiano Paolo Sorrentino mostra dois velhos amigos, o compositor e maestro Fred (Michael Caine) e o cineasta Mick (Harvey Keitel), em férias num hotel nos Alpes. Paul Dano, Jane Fonda e Rachel Weisz também estão no elenco. 

Love
Love VEJA

Macbeth
Macbeth VEJA

Continua após a publicidade
Publicidade