Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Cantor Chris Brown é acusado de agredir brasileira em festa

Músico negou que tenha acertado um soco no rosto da modelo Liziane Gutierrez, a quem chamou de "louca, velha e feia"

Por Da Redação Atualizado em 10 Maio 2018, 09h07 - Publicado em 3 jan 2016, 17h07

O cantor americano Chris Brown, que já foi condenado por violência doméstica contra sua então namorada Rihanna, foi acusado de nova agressão por uma modelo brasileira neste sábado. Segundo informações do site de celebridades TMZ, Liziane Gutierrez disse ter levado um soco no rosto de Brown depois de tirar uma foto do músico durante uma festa privada em um hotel de Las Vegas, nos Estados Unidos. Brown negou a agressão e chamou a brasileira de “louca, feia e velha”.

Segundo o TMZ, Liziane teria conseguido esconder seu celular dos seguranças da festa e tirado uma foto de Brown, que teria percebido o fato e reagido imediatamente com um soco no olho direito da brasileira. O site ainda exibe uma foto do rosto da brasileira com um pequeno hematoma no local. O staff de Chris Brown se defendeu dizendo que a história é “inegavelmente falsa”.

Leia também:

Rihanna acreditava poder mudar Chris Brown após agressão

Chris Brown é diagnosticado com distúrbio bipolar em clínica de reabilitação

Continua após a publicidade

Chris Brown perde a namorada após noitada com Rihanna

Brown também se defendeu das alegações da brasileira – que no ano passado ficou conhecida no Brasil por conversar e dar seu telefone ao cantor britânico Rod Stewart em uma praia do Rio de Janeiro. “Mantendo meu círculo de amizade menor em 2016! E eu ficarei muito rico depois de processar todas essas pessoas loucas que continuam mentindo em meu nome. Feliz ano novo! É hora crescer para alguns”, postou o cantor em sua conta no Instagram.

Em seguida, Brown fez um desabafo sobre a forma física de Liziane, mas deve ter se arrependido, pois deletou a mensagem em seguida. “Ela provavelmente queria entrar no meu quarto, mas é muito feia para isso”, afirmou Brown no vídeo excluído de seu Instagram, mas ainda disponível no TMZ. Nele, Brown relembra outro barraco envolvendo a brasileira e o cantor americano Jason Derulo, em agosto de 2015.

Em junho de 2009, Chris Brown se declarou culpado de agredir a estrela pop Rihanna, que sofreu ferimentos no rosto e foi forçada a cancelar sua apresentação no Grammy Awards daquele ano. Brown foi então condenado a cinco anos de liberdade condicional, a participar por um ano de um programa de violência doméstica e cumprir 180 dias de serviço comunitário.

(da redação)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)