Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Bebê de Adele vence processo contra paparazzi

Angelo Adkins, de um ano e meio, receberá uma quantia em dinheiro da agência que comercializou fotos dele quando tinha poucos meses de vida

Por Da Redação 23 jul 2014, 21h19

Os advogados de Angelo Adkins, filho de um ano e meio da cantora Adele, aceitaram um acordo com a agência de imagem Corbis Images UK. A empresa, que agrega fotos feitas por paparazzi e as vende para a imprensa britânica, concordou em retirar as fotos de Angelo de seu catálogo e em pagar um valor referente aos custos legais e danos sofridos pela família. A quantia não foi revelada, porém sabe-se que o valor possui cinco dígitos. As informações são da BBC News.

Adele e seu parceiro, Simon Konecki, processaram a agência pelas fotos feitas de seu filho entre junho e novembro de 2013. Na época Angelo estava prestes a completar seu primeiro ano de vida.

Leia também:

Adele, Radiohead e outros artistas podem ser excluídos do YouTube

Adele lidera lista de jovens músicos mais ricos

Adele compra casa de brinquedo de R$ 56 mil para filho

“É um assunto de profunda tristeza que alguns dos melhores momentos de Angelo, como seu primeiro passeio em família e sua primeira ida ao parque, tenham sido fotografadas e publicadas mundialmente sem o consentimento da família”, diz a advogada de Adele, Jenny Afia.

Segundo ela, as imagens foram tiradas em momentos íntimos e, no que depender da cantora, o direito à privacidade de Angelo será preservado, mesmo que ações legais tenham que ser movidas.

Continua após a publicidade
Publicidade