Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

BBB11 começa com elenco aquecido e primeira imunização

Promotora de eventos Michelly é a mais votada por outros BBBs em pleito anunciado como eliminatório

Por Maria Carolina Maia 11 jan 2011, 23h20

Já houve choro, pérolas verbais e brincadeiras assanhadas na primeira noite do Big Brother Brasil 11. A estreia da edição 2011 do programa foi marcada pela apresentação dos participantes – que chegaram à casa armada no Projac divididos em quatro grupos e foram mostrados ao público em vídeos gravados previamente ao lado de amigos e familiares – e pela imunização da promotora de eventos Michelly. O primeiro pleito foi anunciado aos confinados como uma forma de eliminar um dos 17 participantes do programa. Mas, em vez de resultar em exclusão, a votação, feita cara a cara e não no confessionário, deu imunidade à sister.

Michelly, que é amiga da ex-BBB10 Lia Khey, já ganhou gracinhas do sem graça Pedro Bial. “Michelly, você diz que é promotora de eventos”, ele começou, blocos antes da votação. “Você é um evento.” Michelly, a propósito, já mostrou que é emotiva como a amiga Lia. Ao receber a notícia da imunização, caiu num choro forte, no que foi consolada pela paz-e-amor Janaína, dançarina que faz o tipo que acha tudo lindo.

Outros perfis despontaram na estreia do BBB11, povoada, ao que parece, por personalidades fortes. A modelo paulista Talula, uma das mais comentadas após o anúncio dos convocados para esta edição, deu indícios de que vai continuar rendendo assunto. Candidata a capa da Playboy, a modelo avisou já no vídeo gravado com a mãe que de mocinha só tem “o rostinho” – e mesmo assim “quase”, completou. Dentro da casa, fez uma brincadeira rasteira com um dos brothers. “Você também é do acampamento? Não pode armar barraca, hein?”, disse, se referindo ao espaço destinado aos grupos azul e vermelho, obrigados a dormir “no sereno”, como disse Bial, pelo menos nesta primeira noite.

A estudante gordinha Paula também promete polêmica. Ou barraco. Candidata a nova Elenita (BBB10) do programa, do tipo que leva tudo o que ouve para o lado pessoal, anunciou que gosta de aparecer. E não perdeu mesmo chance de aparecer. Quando uma turma de mulheres estava reunida, uma perguntando às outras se havia alguma gay entre elas, a estudante respondeu, num tom de brincadeira, que era “tricampeã”, porque visaria ao mesmo tempo homens, mulheres e gays.

Quando o tema da sexualidade surgiu entre as mulheres, a transexual Ariadna, que fez operação para mudar de sexo na Tailândia, logo se declarou “hetero”. “Eu gosto de homens”, acrescentou. A BBB11 mais falada até aqui, aliás, estava bastante calada na conversa com o apresentador Pedro Bial – que em momento algum falou aos participantes ou mesmo apenas ao público da sexualidade da cabeleireira de Realengo. Já entre os outros BBBs Ariadna se soltou um pouco mais. Durante um brinde coletivo com champanhe puxado pelo músico Maurício, fez questão de lembrar que as mulheres são maioria neste início de programa. Muito feminina, Ariadna dificilmente terá seu histórico sexual descoberto por algum BBB. E o modelo Rodrigão, do Paraná, que pareceu próximo da confinada durante a conversa com Bial, pode ser o primeiro a se atrair pela moça.

Até as 16h desta quarta, o público vai poder escolher um participante para ser o sabotador do jogo – ele terá de fazer tarefas como estragar uma prova de comida, podendo concorrer a prêmios.

Continua após a publicidade

Publicidade