Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

As melhores cervejarias e choperias em Belo Horizonte

Confira os estabelecimentos da categoria que valem a visita

Por Daniel Salles, Rafael Rocha, Juliana Koch, Juliana Soares, Lígia de Matos, Marcus Celestino, Mariana Celle e Rafaela Matias Atualizado em 9 dez 2017, 13h03 - Publicado em 9 dez 2017, 04h00

O roteiro a seguir, com dezoito endereços, integra a edição de VEJA COMER & BEBER BELO HORIZONTE 2017/2018:

Juramento 202: eleita melhor cervejaria pelo júri
“Pedidos são no balcão.” “Mão na vitrola não rola.” “Se der, traz o copo pra gente?” Escritas numa viga, as frases resumem a proposta despojada do bar, cuja trilha sonora, em vinis, é composta de nomes como Jorge Ben Jor e Luiz Melodia. Instalado num acanhado imóvel de esquina dos anos 1930, onde antes funcionava uma oficina de motos, dispõe de apenas meia dúzia de mesas baixas e altas. Como elas lotam mal a casa abre as portas, não há quem se importe em permanecer de pé na calçada ou até mesmo na rua ao lado, que costuma ficar congestionada de clientes nas tardes de sábado. Na parte interna, dez torneiras de chope jorram líquido produzido pela microcervejaria do bar, a Viela, localizada a 200 metros dali, e outras artesanais mineiras. São boas pedidas o equilibrado session IPA da casa, o amber lager Golden Trap da Mantrap e o suave pilsen da Nørka. A seleção muda semanalmente, mas os preços são os mesmos para todos os chopes: R$ 5,00 o copo de 280 mililitros e R$ 7,00 o de 350 mililitros. As cifras camaradas ajudam a explicar o sucesso do empreendimento e os 2 000 litros vendidos por mês, volume que tem esgotado a capacidade de produção da Viela e motivou uma expansão, prevista para o ano que vem. Dispostas sobre o balcão, duas máquinas antigas de fatiar são usadas no preparo de tábuas de queijo da Serra da Canastra, picanha curada, pernil e copa (R$ 12,00, 100 gramas). O pão de malte ou a meia baguete custam R$ 5,00 cada um. Um desses frios e um desses pães podem ser usados no preparo de um sanduba, que leva ainda molho barbecue de pimenta-biquinho, pesto ou chimichurri (R$ 12,00). Para quem quer petiscar, este bar com cara de venda antiga dispõe de potes de azeitona preta, picles de pepino, jiló ou alho, que custam R$ 6,00 (o pequeno) ou R$ 8,00 (o grande). Rua Juramento, 202, Pompeia. Não tem telefone (28 lugares). 18h/0h (sáb. abre 14h; dom. 13h/20h; fecha seg. e ter.). Aberto em 2017.

2º lugar: Protótipo
Cerca de 200 rótulos de cerveja artesanal e um agradável pátio a céu aberto têm atraído boa freguesia para a cervejaria. A West Cost (R$ 12,00, 300 mililitros) é uma IPA da casa que tem ótima saída. Se mesmo com tantas opções não quiser ir de cerveja, vá de mula russa (R$ 21,00), versão do moscow mule com uísque Jack Daniel’s, baunilha, ginger ale e espuma de gengibre. O cardápio traz, entre outras sugestões, o fish and chips (R$ 29,00), tilápia empanada no fubá com batata rústica. Rua Professor Galba Veloso, 206 (2º andar), Santa Tereza, ☎ 3566-0396 (140 lugares). 18h/23h30 (sex. até 1h30; sáb. 16h/1h30; dom. 16h/23h30). Aberto em 2016.

3º lugar: Café Viena Beer
A casa da família Chlad tornou-se uma espécie de Disneylândia cervejeira na cidade. Oferece inacreditáveis 1 250 rótulos num cardápio que se autointitula o maior da América Latina. É difícil não se perder entre tantas opções e estilos. Representa a Jamaica, por exemplo, a Red Stripe (R$ 22,90), e há também a curiosa Kona Longboard (R$ 29,90), do Havaí. Os chopes (como o pilsen e o weiss) são fabricados com exclusividade no polo cervejeiro de Nova Lima. Para acompanhar tantas geladas, mire o salsichão von ostrich (R$ 37,90), prato que traz dois salsichões de carne de avestruz acompanhados de salada de batata ou chucrute. Avenida do Contorno, 3968, Funcionários, ☎ 3221-9555 (150 lugares). 10h/0h (qui. até 1h; sex. e sáb. até 2h; fecha dom.). Aberto em 1999.

Albanos
Originário de Ribeirão Preto (onde, aliás, já nem existe mais), o estabelecimento segue uma instituição em matéria de chope tirado com esmero. Vá até a matriz, na Rua Pium-í, inaugurada em 1996, ou à filial de Lourdes (de 2010) e se esbalde com o pilsen ou o weiss, de trigo (R$ 7,80 cada um), ambos de fabricação da casa. Para mimar o estômago, há almôndegas recheadas com requeijão de barra (R$ 39,00). Rua Pium-í, 611, Anchieta, ☎ 3281-2644 (220 lugares). 18h/1h (sáb. a partir de 12h; dom. 12h/17h; fecha seg.); Rua Rio de Janeiro, 2076, Lourdes, ☎ 3292-6221 (260 lugares). 17h30/1h (sáb. a partir de 12h; dom 12h/17h). Aberto em 1996.

Ateliê Wäls
Localizado no Mirante Olhos d’Água, o imponente prédio de madeira, concreto e aço — assinado pelo renomado arquiteto Gustavo Penna — é o novo endereço dos amantes de chope na capital. Podem-se degustar ali 21 tipos de chope da Wäls, como o refrescante pilsen X-Wäls (R$ 8,90) ou a nova berliner witbier (R$ 13,90). Para harmonizar, há tira-gostos como o raízes brasileiras — composto de batata canoa frita, mandioquinha rústica, chips de batata-doce e maionese da casa (R$ 25,00). Outra opção, o flintstone beef traz quase 2 quilos de carne red angus (R$ 250,00) e satisfaz até cinco pessoas. Rua Gabriela de Melo, 566, Olhos d’Água, ☎ 3197-2450. 17h/0h (sáb. 12h/1h; dom.12h/19h; fecha seg.). Aberto em 2017.

Baiuca
O bar completa duas décadas em 2017. Para comemorar, passou a organizar degustações de cerveja e, eventualmente, rodas de samba. Acompanhada de arroz, farofa, couve e torresmo, a feijoada servida aos sábados custa R$ 75,90 e serve até três pessoas. O carro-chefe, contudo, ainda é a picanha grelhada, vendida em porções de 1 quilo (R$ 142,90) e 500 gramas (R$ 87,90). Acompanha vinagrete e farofa de ovo. Para refrescar, é boa pedida o chope pilsen Backer (R$ 8,00, 300 mililitros). Rua Piauí, 1884, Funcionários, ☎ 3225-5602 (120 lugares). 11h/0h (dom. até 17h; seg. 11h/15h). Aberto em 1997.

Brüder Butiquim BH
Inaugurada no ano passado pela Cervejaria Brüder (de Ipatinga, no Vale do Aço), a casa oferece oito rótulos próprios em garrafa, como a weiss, de trigo (R$ 14,00). De quinta a sábado, o sertanejo ao vivo rola solto e esquenta o clima de paquera. Às quartas e quintas-feiras, [ pagam-se R$ 35,00 para beber chope à vontade. Antes de entornar vários copos, compartilhe com os amigos a picanha grelhada servida com mandioca na manteiga (R$ 69,00). A comanda é individual. Rua Pium-í, 726, Cruzeiro, ☎ 99464-0088 (200 lugares). 19h/2h30 (dom. 14h/21h; fecha seg. e ter.). Aberto em 2016.

Chopp da Fábrica
Eis um lugar para combater aquela fome da madrugada. O mexidão (R$ 24,70) é feito com arroz, feijão, couve, ovo, carne desfiada, torresmo e linguiça. Outra instituição, o filé à parmigiana (R$ 34,10) vem acompanhado de arroz e purê de batata. Boêmios atrás dos últimos goles antes de ir para casa podem bebericar chope (Heineken, R$ 6,80) e cervejas como Serramalte (R$ 10,90), Brahma Extra (R$ 10,40), Backer Pale Ale (R$ 17,90), Capitão Senra (R$ 18,60) e a IPA Pele Vermelha (23,90). Uma nova unidade tem previsão de abertura no primeiro trimestre de 2018, na orla da Lagoa da Pampulha. Avenida do Contorno, 2736, Santa Efigênia, ☎ 3241-1766 (400 lugares). 11h/3h (qua. até 4h; qui. até 5h; sex. até 6h; sáb. 12h/6h; dom. 12h/3h; seg. até 2h). Aberto em 1991.

Continua após a publicidade

Hofbräuhaus
A grandiosa unidade de Belo Horizonte é a primeira filial na América Latina de uma das mais célebres cervejarias de Munique, um dos destinos turísticos obrigatórios na capital da Baviera, no sudoeste da Alemanha. O parentesco entre as duas casas fica evidente nos mesões de madeira compartilhados pelos fregueses, no lustre gigante arredondado, copiado do original alemão, e no clima festivo embalado por (muitas!) canecas de chope (de até 1 litro). A cerveja é produzida lá mesmo, seguindo a Lei da Pureza Alemã, de 1516. A pilsen de 300 mililitros custa R$ 10,90; a dunkel (escura) e a weiss (de trigo), R$ 11,50. Clássico da cozinha, o schweinehaxe (R$ 125,00, para três pessoas) é um joelho de porco assado acompanhado de chucrute, salada de batata e bolinho de pão. Avenida do Contorno, 7613, Lourdes (350 lugares). Não tem telefone. 11h30/14h30 e 18h/0h (sáb. 12h/0h; dom. até 17h). Aberto em 2015.

Krug Bier
Fundada em 1997, a Krug Bier foi uma das pioneiras na produção artesanal de cervejas em Belo Horizonte. Neste endereço pode-se provar todos os rótulos da marca em chope ou garrafa, a exemplo da session IPA Submissão (R$ 30,00, garrafa de 500 mililitros) e da india pale ale Rancor (R$ 14,00, copo de 500 mililitros). Para comer, faz sucesso o mix com costelinha, picanha, linguiça, mandioca e batata frita (R$ 75,00). Às quintas e sextas e aos domingos, rola música ao vivo, com sertanejo e pop rock. Rua Major Lopes, 172, São Pedro, ☎ 2535-1122 (200 lugares). 11h/1h (dom. 16h/22h). Aberto em 2009.

Pinguim
A filial da célebre choperia de Ribeirão Preto (SP) ocupa uma casa tombada da década de 1950. Além do chope Antarctica tirado com colarinho cremoso, pode-se bebericar ali chopes da mineira Wäls e da paulista Colorado, que também pertencem ao portfólio do gigante Ambev. Para a hora de petiscar, vale ficar de olho no filé-mignon com gorgonzola (R$ 69,00). A casa monta bufê no almoço diariamente. Rua Grão Mogol, 157, Sion, ☎ 3282-2007 (400 lugares). 11h/1h. Aberto em 2006.

Redentor
A choperia ocupa uma charmosa esquina da Savassi e recebe apresentações ao vivo de bossa nova, jazz, samba e chorinho, de segunda a quarta a partir das 19h. São sete torneiras de chope, usadas para tirar desde o Brahma tradicional (R$ 7,70) até os de trigo e pale ale da Wäls (R$ 9,50). Uma das sugestões para beliscar é o jabá porta-bandeira (R$ 46,50), que reúne carne-seca desfiada e refogada na cebola com farinha, acompanhada de manteiga de garrafa. Rua Fernandes Tourinho, 500, Savassi, ☎ 3284-1175 (240 lugares). 11h/0h (ter. até 0h30; qua. até 1h; qui. até 1h30; sex. e sáb. até 2h). Aberto em 2003.

Seu Romão
Na extensa carta de cervejas, com quase 120 rótulos, figura a Verace Syrena (R$ 29,99, 600 mililitros), india pale ale da microcervejaria mineira Verace. Na versão chope, pode-se experimentar o Hopläut (R$ 9,50, 330 mililitros), session IPA de outra marca mineira, a Läut Beer. Chamada despachadinho, a costelinha defumada ao molho de jabuticaba (R$ 59,99, 300 gramas) acompanha cestinha de queijo e bolinhos de batata-baroa com mussarela. Prove também o pastelzinho recheado de carne cozida na cerveja preta e requeijão (R$ 31,90, dez unidades). Rua São Romão, 192, Santo Antônio, ☎ 3786-4929 (120 lugares). 11h30/0h (qua. a sex. até 0h30; sáb. 12h/0h30; dom. 12h/22h; seg. só almoço 11h30/14h). Aberto em 2010.

Stadt Jever
Patrimônio cervejeiro da capital, a casa trabalha com doze chopes artesanais da Wäls, entre eles o pale ale (R$ 9,50, 300 mililitros) e os premiados dubbel (R$ 12,50) e petroleum (russian imperial stout, R$ 12,50). Da cozinha deinfluência germânica saem a bem-servida costela suína defumada com batata assada ou frita, salada e molho barbecue (R$ 64,90) e o salsichão com curry e batata frita (R$ 35,90), um dos campeões de venda. Avenida do Contorno, 5771, Savassi, ☎ 3223-5056 (180 lugares). 18h/1h (qui. até 2h; sex. e sáb. até 3h; fecha seg.). Aberto em 1983.

Svärten Mugg Taverna
O pub tem, curiosamente, inspiração viking e oferece cerca de 150 variedades de cerveja. Entre os rótulos de chope servidos está o red crow (R$ 9,50, 350 mililitros), um ale ao estilo escandinavo (brunt Øl) produzido especialmente para a casa e de cor acastanhada. A cozinha prepara, entre outras receitas, cinco versões de sanduíches abertos. O gravlax vem com salmão curado, molho de camarão com sour cream, alcaparras e limão-siciliano (R$ 49,90). Rua Santa Rita Durão, 1056, Savassi, ☎ 3267-9392 (100 lugares). 18h/0h (sex. até 1h; sáb. 16h/1h; fecha seg.). Aberto em 2016.

Templo Cervejeiro Backer
A casa faz jus ao nome: é um templo dedicado às ótimas cervejas da Backer. Destaca-se na caprichada decoração uma parede cheia de barris coloridos. São catorze rótulos oferecidos em chope, entre eles o double IPA Tommy Gun (R$ 17,80, 400 mililitros) e o imperial red ale Corleone (mesmo preço). Da cozinha, aposte no joelho de porco à pururuca guarnecido de chucrute, purê de maçã verde e batata ao chimichurri (R$ 119,00, para até quatro pessoas) ou no hambúrguer de avestruz defumado, com maionese de laranja e mostarda de Dijon (R$ 64,00). Rua Santa Rita, 220, Olhos d’Água, ☎ 3288-3068 (250 lugares). 11h30/15h e 18h/0h (ter. só almoço 11h30/15h; sex. e sáb. 11h30/1h; dom. 11h30/16h; fecha seg.). Aberto em 2014.

Uaimií
O brew pub — que serve cervejas de fabricação própria — tem estilo europeu, com um espaçoso balcão e confortáveis sofás na ambientação. Oito tipos de chope estão sempre engatados nas torneiras, a exemplo do india pale ale carcará (R$ 15,00, 300 mililitros). Acompanhe-o com petiscos bem mineiros, como a carne de lata ao molho de jabuticaba servida com pão de queijo (R$ 38,00). Rua Grão Mogol, 1176, Sion, ☎ 3285-3435 (60 lugares). 17h/0h (sex. e sáb. até 1h; fecha dom. e seg.). Aberto em 2014.

Wäls Gastropub
Uma das microcervejarias mais premiadas do país, a mineira Wäls (adquirida pelo gigante Ambev em 2015) montou na Savassi este bar próprio, onde serve quinze opções de chope da marca. Entre eles vale procurar o Wäls Dubbel (R$ 13,90, 330 mililitros), que conquistou uma medalha de ouro na prestigiada competição World Beer Cup. As cervejas entram também nos drinques, caso do refrescante madrecita (R$ 23,50), que leva a boa Wäls Session Citra mais tequila e limão-siciliano (R$ 23,50). As noites de sábado têm blues, rock ou pop tocados ao vivo. Da cozinha, faz sucesso o joelho de porco à pururuca guarnecido de salada de batata e repolho-roxo (R$ 95,00, para até três pessoas). Rua Levindo Lopes, 358, Savassi, ☎ 3582-5628 (150 lugares). 11h30/0h (qui. até 1h; sex. até 2h; sáb. 12h/2h; dom. 12h/22h). Aberto em 2015.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês