Clique e assine a partir de 9,90/mês

Acusações contra ator de ‘Empire’ são retiradas; polícia contesta decisão

Jussie Smollett havia sido indiciado por dezesseis crimes após ser acusado pela polícia de forjar um ataque que ele afirmou ter sofrido em janeiro

Por Redação - Atualizado em 26 mar 2019, 18h52 - Publicado em 26 mar 2019, 17h19

Todas as acusações contra o ator Jussie Smollett, de Empire, foram retiradas pela promotoria do condado de Cook, em Chicago. Em janeiro, o americano afirmou que havia sido agredido por dois homens em um ataque racista e homofóbico. Após investigações, a polícia de Chicago acusou Smollett de ter forjado o ataque. No começo de março, o ator foi indiciado por dezesseis crimes, acusações que agora foram retiradas.

“Jussie foi atacado por duas pessoas que ele não conseguiu identificar no dia 29 de janeiro. Ele foi uma vítima caluniada e apontada como criminosa como resultado de declarações falsas e impróprias ao público, o que causou uma pressa inadequada para julgá-lo”, disseram seus advogados em comunicado à imprensa americana. “A retirada das acusações contra a vítima neste caso foi o único resultado justo.”

Smollett declarou que foi “verdadeiro e consistente” desde o começo. “Não seria o filho da minha mãe se fosse capaz de uma mínima coisa do que fui acusado de ter feito.”

Em entrevista coletiva, a polícia de Chicago mostrou discordar da decisão da promotoria de retirar as acusações, dando a entender que o ator fez um acordo para que isso acontecesse. “Acho que a justiça foi feita? Não. O que acho que seria justo? Penso que esta cidade ainda precisa receber um pedido de desculpa”, afirmou o superintendente da polícia, Eddie Johnson. O prefeito de Chicago, Rahm Emanuel, afirmou, por sua vez, que Smollett usou as “leis de crimes de ódio que estão nos livros para proteger minorias da violência” para “alavancar sua carreira e obter retorno financeiro”.

Continua após a publicidade
Publicidade