Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

A uma semana do fim, ‘SuperStar’ perde para Silvio Santos

Na noite em que escolheu os seus quatro finalistas, as bandas Scalene, Dois Africanos e Versalle e a dupla Lucas e Orelha, reality show apanhou do SBT no Ibope

Por Daniel Dieb 6 jul 2015, 18h19

Neste domingo, os espectadores do reality show SuperStar elegeram Scalene, Dois Africanos, Versalle e Lucas e Orelha como finalistas do programa, que encerra a sua segunda temporada no próximo domingo, dia 12. Contudo, o público que assistiu ao reality somou apenas 11 pontos no Ibope para a Globo, e deixou o SuperStar atrás do Programa Silvio Santos, do SBT, que fez 12 pontos em São Paulo. Não foi a primeira derrota para o homem do Baú, aliás, em uma temporada morna de audiência para a atração da Globo. Em 21 de junho, Silvio Santos liderou o Ibope tanto em São Paulo quanto no Rio de Janeiro, com dois pontos a mais que a rival.

LEIA TAMBÉM:

‘SuperStar’: nervosismo cresce e bandas favoritas são eliminadas​

‘SuperStar’ tenta superar mico do playback com outros talentos dos participantes​

​Falha em apresentação escancara playback no ‘SuperStar’

O SuperStar se aproxima do fim após uma série de programas marcados por jurados insossos e por uma mistureba de ritmos, em meio aos quais a originalidade foi um elemento raro. Poucos foram os concorrentes que tocaram composições próprias, algo importante para o púbico, como a votação deste domingo mostrou. Dos eleitos para a final, Scalene, Dois Africanos e Versalle tocaram canções autorais, enquanto a dupla Lucas e Orelha apresentou com um cover, mas apostou no trabalho próprio em quase todo o reality.

Continua após a publicidade

Líder da noite, Scalene teve 63% dos votos do público e ganhou mais 7% com o aval do jurado Paulo Ricardo. De Brasília, o grupo tocou a autoral Tiro Cego, canção que reflete o estilo musical apresentado ao longo do programa, com influências de Muse e Foo Fighters. Formada em 2009, Scalene já lançou dois discos, e tocou em festivais como Lollapalooza Brasil e South by Southwest (SXSW), dos Estados Unidos, o que lhe garante uma base fãs e a torna uma das favoritas a vencer a disputa.

Logo atrás, com 62% da aprovação dos espectadores e mais 7% garantidos pelo jurado Thiaguinho, Lucas e Orelha garantiram lugar na final. Uma espécie de Claudinho e Buchecha atualizado, a dupla tocou músicas autorais em quase todos os programas, mas, neste domingo, curiosamente, Ritmo Perfeito, de Anitta, foi a escolhida para a apresentação, que foi uma das mais fracas dos baianos. Contudo, a melodia fácil e a letra chiclete dos trabalhos autorais fazem com que Lucas e Orelha tenham grandes chances de sair campeões do SuperStar.

A banda Versalle, de Rondônia, cambaleou, sofreu com o erro da produção do reality que escancarou o uso do playback pelo grupo e foi salva por Sandy na semana passada. Neste domingo, entretanto, o grupo teve boa performance ao apresentar a autoral e romântica Vinte Graus, que lhe trouxe 60% dos votos do público. Correndo por fora, Versalle mostrou ter repertório próprio mas limitado, tanto que, na semana passada, misturou No One Knows e Que País É Esse, do Queens of the Stone Age e da Legião Urbana, respectivamente. A banda ainda teve mais 7% dos votos, dados pela jurada Sandy.

A banda paraibana Dois Africanos mostrou novamente facilidade com as línguas. O grupo já cantou em inglês, francês e até em iorubá, língua falada em alguns países africanos, como Togo, onde nasceu o integrante Izy. Desta vez, o grupo cantou em português a música própria Tá Calor, e teve 64% dos votos do público. Em termos de ritmo, seguiu poliglota. Ao misturar sonoridades africanas com hip-hop e canções originais de maneira animada, a Dois Africanos provou ter chances vencer o SuperStar.

Os três eliminados da noite não tocaram músicas próprias. Devir mesclou o hit I’m Yours, de Jason Mraz, com Andar com Fé, de Gilberto Gil, mas não conquistou o público, que lhe deu apenas 58% de aprovação. O Serial Funkers veio com Let’s Groove, de Maurice White e Wayne Vaughn, só que a noite não era de covers e grupo também teve 58% dos votos do público. Já Os Gonzagas apostaram em Amor da Gota, composta por um amigo do grupo, mas não agradaram os espectadores, que deram apenas 49% de votos.

No próximo domingo, dia 12, Scalene, Lucas e Orelha, Versalle e Dois Africanos competem pelo voto do público para ver qual será a banda eleita vencedora do SuperStar. Vencedora do ano passado, a banda Malta tocará novamente no palco do reality show.

Continua após a publicidade

Publicidade