Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

VEJA Gente Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Valmir Moratelli
Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios
Continua após publicidade

Paula Lavigne faz exposição íntima de Caetano Veloso e depois se explica

Empresária deu a declaração na série ‘50 & Tanto’, de Angélica

Por Valmir Moratelli Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 27 nov 2023, 17h47 - Publicado em 27 nov 2023, 14h15

Paula Lavigne, 54 anos, causou polêmica ao expor a vida íntima com Caetano Veloso, 81. Em participação na série 50 & Tanto, de Angélica, a produtora e empresária abriu o jogo sobre o casamento de 40 anos com o cantor. “A gente deixou de fazer sexo, mas continuamos a nossa parceria e união. O casamento tem que ter um projeto. Ele não se sustenta por si só. Saber se adequar, porque tem fases diferentes: como você vai superar aquela fase e ter uma nova fase, um novo projeto”, afirmou.

Após repercussão, nesta segunda-feira, 27, Paula veio às redes sociais explicar que o depoimento foi editado. Ela se referia ao período em que estiveram separados, mas permaneceram com os compromissos profissionais. “Houve um mal-entendido na minha fala sobre fazer sexo com Caetano. O que eu quis dizer é que quando nos separamos, a gente continuou convivendo e mantendo a nossa parceria profissional, só não fazíamos sexo. Depois voltamos a um casamento, com sexo. Espero ter esclarecido. Não dá certo falar sobre vida pessoal, sempre existem más interpretações”, declarou.

No programa, a empresária comentou ainda sobre início do romance com Caetano, aos 13 anos, quando perdeu a virgindade com ele. “Quando comecei a namorar com o Caetano, eu era atriz também, e todo o assédio da imprensa em cima de mim era porque eu namorava com ele. Aí, eu resolvi ser sincera numa entrevista, contar histórias que ninguém mais conta, e eu contei que eu tinha perdido a virgindade com ele aos 13 anos. Para mim, era uma história de amor. Meu pai, um criminalista, já sabia que eu não estava nessa posição de ele precisar me defender. Eu acho que se alguém abusou de alguém foi eu que abusei de Caetano. O que as pessoas acham que é abusar nesse sentido. Ele adorou, tá, gente”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.