Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

VEJA Gente Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Valmir Moratelli
Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios
Continua após publicidade

A ironia do Oscar na indicação de ‘Barbie’, para irritação de feministas

Filme foi indicado a oito categorias da premiação

Por Giovanna Fraguito Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 24 jan 2024, 19h16 - Publicado em 23 jan 2024, 16h46

Barbie, grande sucesso de bilheteria – e marketing – em 2023, configura na lista final dos indicados às categorias do Oscar, que acontece em 10 de março, mas com um detalhe irônico. Ao interpretar o personagem Ken, Ryan Gosling, foi indicado por Ator Coadjuvante; já Barbie, vivida por Margot Robbie, também produtora do filme, não. Isso gerou reflexões e críticas nas redes sociais, justamente pela ironia, já que o personagem, ignorado no filme, ganhou atenção da premiação e a protagonista, que levantou bandeiras feministas, foi devidamente esnobada.

No filme, a clássica boneca descobre o mundo real, com todo o machismo e patriarcalismo presente nele. O personagem Ken luta pela atenção de Barbie, já que, ter o interesse amoroso da personagem de Margot Robbie era o único propósito do boneco. O longa da diretora Greta Gerwig foi indicado ainda a Melhor Filme, Figurino, Ator Coadjuvante (Ryan Gosling), Atriz Coadjuvante (America Ferrera), Roteiro Adaptado, Música (I’m Just Ken, de Ryan Gosling, e What Was I Made For?, de Billie Eilish) e Design de Produção. Oppenheimer liderou as indicações, com 13 no total.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.