Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Tela Plana

Por Kelly Miyashiro
Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming
Continua após publicidade

‘Round 6: O Desafio’: novo reality da Netflix evidencia o pior das pessoas

Baseada na série-fenômeno da Coreia do Sul, a competição de sobrevivência expõe lado cruel do ser humano

Por Kelly Miyashiro Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 9 Maio 2024, 19h55 - Publicado em 22 nov 2023, 13h29

A Netflix acaba de lançar o reality Round 6: O Desafio, uma competição baseada nos mesmos moldes da série Round 6, fenômeno sul-coreano que se tornou a série mais vista da história da Netflix, com 1,65 bilhão de horas consumidas nos primeiros 28 dias. Assim como na versão original, o reality conta com 456 participantes disputando um prêmio obsceno: em vez de 45,6 bilhões de wons (moeda coreana), a competição tem como recompensa 4,56 milhões de dólares (aproximadamente 22,3 milhões de reais) — sendo o maior prêmio ofertado em um reality na história.

Diferentemente da trama protagonizada por Seong Gi-hun (Lee Jung-jae), é claro, as pessoas não morrem de verdade, apenas são acertadas por uma bala de tinta quando são eliminadas e os competidores são, em maior parte, americanos. A cada saída, 10.000 dólares são adicionados ao cofre do porquinho suspenso em cima do dormitório. Os cenários são idênticos aos da série: o jogo da Batatinha Frita, 1, 2, 3 — em que é preciso atravessar um campo sem que a boneca gigante veja; da Dalgona, que consiste em destacar figuras de um biscoito; entre outras dinâmicas inéditas, com testes de caráter criados exclusivamente para O Desafio.

Sabendo que a produção da Netflix não vai violar os direitos humanos assassinando seus participantes a sangue-frio, o começo do programa é animado, com os competidores ambiciosos contando em trechos curtos de depoimentos o motivo de estarem ali. Há os que querem melhorar de vida, quem queira pagar um tratamento médico e fazer doações beneficentes, os que entraram para desafiar a si mesmos e até uma mãe e filho que quiseram viver essa experiência inédita juntos. O clima descontraído logo é cortado pela realidade: somente um sai vencedor. Algumas tarefas dão o poder de eliminar ou beneficiar uma pessoa, e o egoísmo tende a falar mais alto no programa. Com isso, praticamente todos são vilões e as piores nuances dos seres humanos são expostas na tela, como falha de caráter, insensibilidade, ganância, grosseria e falsidade. É quase impossível escolher alguém para vibrar a favor, em contrapartida, para se torcer contra é completamente fácil.

Apesar de deturpar um pouco a mensagem original de Round 6 — de que o capitalismo faz as pessoas se sujeitarem a absurdos extremos — ao adicionar a diversão à equação, Round 6: O Desafio prova sua capacidade de ser cruel com seus participantes e também tem seu valor em termos de entretenimento, como um bom reality show pode oferecer.

Continua após a publicidade

Round 6: O Desafio tem 10 episódios. Os primeiros cinco estrearam nesta quarta-feira, 22, uma segunda leva chega na próxima quarta, 29, e os últimos episódios entram na plataforma em 6 de dezembro.

Acompanhe notícias e dicas culturais nos blogs a seguir:

Tela Plana para novidades da TV e do streaming
O Som e a Fúria sobre artistas e lançamentos musicais
Em Cartaz traz dicas de filmes no cinema e no streaming
Livros para notícias sobre literatura e mercado editorial

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.