Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Tela Plana Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por Kelly Miyashiro
Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming
Continua após publicidade

‘Ripley’: o maior dos golpistas ganha versão noir irresistível na Netflix

Andrew Scott estrela na pele do falsário disposto a tudo para viver no luxo — inclusive matar

Por Kelly Miyashiro Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 9 Maio 2024, 12h39 - Publicado em 5 abr 2024, 06h00

Falsificador engenhoso, Tom Ripley ganha a vida aplicando golpes em Nova York, até o dia em que sua sorte muda repentinamente: um milionário o contrata para trazer de volta seu único filho, que desfruta de uma rotina luxuosa e ociosa na Itália. Com tudo pago, o malandro viaja até Atrani, ao sul de Nápoles, e descobre que o estilo de vida de Dickie Greenleaf é tão invejável que ele não descansa até conseguir se apoderar de tamanha riqueza — monetária e espiritual. Baseada no suspense O Talentoso Ripley, da americana Patricia Highsmith (1921-1995), Ripley — série que acaba de chegar à Netflix — traz uma nova versão do golpista carismático. A história já fora adaptada duas vezes no cinema, primeiramente no filme francês O Sol por Testemunha (1960), com Alain Delon, e depois em O Talentoso Ripley (1999), com Matt Damon, que fez barulho à época de seu lançamento, com cinco indicações ao Oscar.

O talentoso Ripley – Patricia Highsmith
Inventando Anna – Rachel DeLoache Williams

Numa era em que golpistas ganharam inusitado (mas compreensível) apelo pop, impulsionando sucessos como a série Inventando Anna e o longa Saltburn, nunca é demais voltar ao tipo criado por Highsmith. Ripley é o padrão-ouro desses personagens, não só por ser um trambiqueiro notável — ele é, sobretudo, uma figura elusiva que ambiciona roubar algo mais que os bens materiais de suas vítimas: nada menos do que sua própria essência. Na série, Andrew Scott confere a Ripley uma face imperscrutável e perfeita. Johnny Flynn e Dakota Fanning imprimem versões mais desconfiadas do playboy Dickie e de sua namorada, Marge, facilitando a simpatia por Tom, que se aproxima aos poucos para conquistar a confiança do ricaço até o clímax macabro em alto-mar. “Marge não confia em Tom, mas não sabe explicar o motivo. Essa história explora interações humanas profundas”, disse Dakota Fanning a VEJA.

Ripley subterrâneo – Patricia Highsmith

Continua após a publicidade

Dirigida e roteirizada por Steven Zaillian, que também conduziu a série The Night Of (HBO) e escreveu O Irlandês, de Martin Scorsese, Ripley tem outro charme além de seu protagonista: a estética noir calcada num preto e branco hiper-realista. Nesse cenário, a série celebra sem medo os itens analógicos que moviam as tramas de suspense — e o mundo — no passado. Ripley falsifica cartas, cheques e documentos, além de usar máquina de escrever. Com a tecnologia disponível nos dias atuais, seria impossível aplicar seus golpes. Mas o retrato do parasita que despreza a futilidade da elite e abomina a própria miséria ainda dialoga com pessoas da vida real. “Todos nós já conhecemos alguém como o Tom, que sabe esconder quem realmente é”, diz Scott. A armadilha está aí, cai quem quer.

Publicado em VEJA de 5 de abril de 2024, edição nº 2887

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.