Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Tela Plana Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por Kelly Miyashiro
Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming
Continua após publicidade

O vexame da Globo que conseguiu deixar o BBB 24 ainda pior

Reality show

Por Kelly Miyashiro Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 9 Maio 2024, 11h00 - Publicado em 27 mar 2024, 17h44

Há 24 anos no ar, o Big Brother Brasil conseguiu alcançar um novo nível de entretenimento de baixa qualidade nesta semana com o conflito físico dos participantes Davi Brito e MC Bin Laden e a atitude — ou a falta dela — da Globo ao lidar com o caso posteriormente. Na última segunda-feira, 25, durante o Sincerão — dinâmica criada pelo próprio programa para colocar os confinados em situações emocionais extremas — Davi e Bin precisaram falar o que pensavam um do outro. Enquanto o motorista de aplicativo chamou o cantor de falso por ser “capaz de trair as pessoas que estão perto dele para chegar perto do prêmio de 3 milhões de reais”, o funkeiro declarou que o rival no jogo era um péssimo jogador, incapaz de livrar os próprios aliados do paredão. Durante a atividade, Bin Laden também se desentendeu com Matteus Amaral, amigo de Davi. Após o término da dinâmica, Bin e Matteus discutiram, Davi interferiu e começou uma briga acalorada com o cantor, gerando uma sequência de provocações, xingamentos e empurrões leves de intimidação, quase trocando socos reais.

Enquanto a briga acontecia, outros participantes tentaram segurar os dois e acabaram caindo pelo caminho ou sofrendo pequenas agressões, como empurrões e cotoveladas. Além de Dummies (funcionários do programa fantasiados) acompanharem a discussão, o diretor do programa J.B. Oliveira, o Boninho, precisou intervir com chamadas sonoras para que os dois parassem com a briga — algo que nunca acontecera na história do programa — e se acalmassem. No dia seguinte, uma ação de patrocinador colocou uma pá de cal na possibilidade de algum brother entrar no confessionário para reclamar do ocorrido e até pedir a expulsão de Davi ou Bin Laden.

Na edição do programa ao vivo na noite de terça-feira, 26 — dia de paredão com Davi, Bin Laden, Matteus e Leidy Elin, inclusive –, uma bronca do apresentador Tadeu Schmidt encerrou de vez a história. “O BBB é uma arena para embates verbais. Podem discutir, podem brigar com palavras. Vocês sabem que agressão física é inaceitável. Em 24 edições de Big Brother nenhum competidor jamais chegou a vias de fato com um adversário. Davi e Bin, já é a segunda vez que vocês partem para esse cara a cara raivoso. Mais preocupante do aquilo que aconteceu é o que pode vir a acontecer. Todo mundo precisa entender de uma vez por todas que o confronto no BBB é apenas com palavras”, discursou Schmidt.

O BBB 24, então, continuou com sua programação normal, com a eliminação de Leidy Elin. E a punição aos dois brothers que quase transformaram o programa em UFC — como o próprio Boninho disse — foi apenas o puxão de orelha. Do ponto de vista estratégico, é fácil de entender que a atração não iria perder o cantor, o último integrante do Camarote — cota de famosos do programa — e o baiano, considerado um dos favoritos ao prêmio milionário. O contraditório é que Wanessa Camargo fora expulsa do programa no começo de março, após ter dado um tapa em Davi enquanto ele dormia. O brother reclamou, e a direção decidiu desclassificar a cantora por infringir as regras do programa. Na segunda-feira, 25, o Davi e Bin Laden também teriam quebrado as mesmas normas, porém, a pouco mais de duas semanas da grande final, o Big Brother colocou panos quentes na história, e o reality, cuja credibilidade nunca foi das melhores, seguiu o jogo. Cenas lamentáveis, como de costume.

Continua após a publicidade

Acompanhe notícias e dicas culturais nos blogs a seguir:

Tela Plana para novidades da TV e do streaming
O Som e a Fúria sobre artistas e lançamentos musicais
Em Cartaz traz dicas de filmes no cinema e no streaming
Livros para notícias sobre literatura e mercado editorial

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.