Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Tela Plana

Por Kelly Miyashiro Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming
Continua após publicidade

Além de ‘Nosso Lar’: 3 vezes em que ficção espírita espantou o Brasil

O filão abundante no cinema e na TV brasileira vira e mexe arrebanha multidões — e deve retornar à cena com estreia de sequência do sucesso de 2010

Por Redação
27 abr 2023, 11h34

Em agosto deste ano, os cinemas brasileiros vão receber a continuação de Nosso Lar, filme inspirado no livro de Chico Xavier que, em 2010, levou mais de 4 milhões de espectadores aos cinemas. A nova trama ganhou recentemente seu primeiro cartaz e teaser de divulgação. Enquanto os fãs do filão ficam na expectativa com a estreia do filme, confira três outros momentos nos quais a ficção espírita teve desempenho espantoso nas telas:

A Viagem

Transmitida em 1994, na Rede Globo, a novela de Ivani Ribeiro acompanha a vingança de Alexandre (Guilherme Fontes). Na trama, o playboy mata um homem durante uma tentativa de roubo e conta apenas com a irmã para livrá-lo da cadeia. Condenado, ele comete suicídio e seu espírito passa a atormentar todos aqueles que, na sua visão, lhe viraram as costas. Feito em uma época com pouca tecnologia, a novela ficou marcada pelos efeitos especiais básicos, por assim dizer, e assustou o público com cenas torturantes de Alexandre no vale dos suicidas.

Continua após a publicidade

Bezerra de Menezes – O Diário de um Espírito

Com Carlos Vereza no papel de Bezerra de Menezes, político e ativista chamado “médico dos pobres” — e expoente da cultura espírita no Brasil —, o filme inaugurou a onda de tramas espíritas no país em 2008. Apesar do sucesso com o público, deixava a desejar no quesito qualidade: o roteiro é absurdamente enfadonho e as atuações, caricatas.

Continua após a publicidade

Kardec

Mirando ressuscitar o filão que fez altas bilheterias na virada da década de 2010, o longa de 2019 traz Leonardo Medeiros como Allan Kardec, educador francês considerado o “pai do espiritismo”. A produção aposta no didatismo: trata-se quase de uma palestra histórica sobre quem ele foi, endeusando a figura e os feitos do personagem. 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.