Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Tela Plana Por Blog Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming

Adeus a Marilu Bueno: Os papéis marcantes da atriz na dramaturgia

Artista esteve presente em novelas de sucesso da Globo, brilhou na comédia e conquistou público infantil

Por Kelly Miyashiro Atualizado em 22 jun 2022, 22h30 - Publicado em 22 jun 2022, 19h39

Marilu Bueno morreu aos 82 anos, nesta quarta-feira, 22, no Rio de Janeiro. A atriz estava internada em estado grave no Hospital Miguel Couto desde maio e não resistiu a problemas de saúde não divulgados. Maria Luiza David Bueno de Lima nasceu no Rio em 27 de fevereiro de 1940 e começou a atuar aos 20 anos. Entre seus papéis mais marcantes estão Olívia Krauss das duas versões de Guerra dos Sexos; a Fada Margarida de Caça Talentos; e a Margot de O Bofe.

A atriz fez sua estreia em novelas em O Bofe, novela da Globo de 1972, na qual interpretou Margot. Logo de cara, Marilu conquistou produtores e diretores, que a escalariam para diversos papéis na TV nos anos seguintes. Em 1983, ela deu vida a Olívia Krauss, personagem tão marcante em Guerra dos Sexos, que ela reprisou o papel da governanta no remake do folhetim, em 2012.

Entre outros papéis importantes estão a Marinha de Estúpido Cupido (1976) e Dona Felicidade de O Primo Basílio, minissérie de 1988 – ambos feitos com maestria pela estrela, que foi um dos rostos mais frequentes nas novelas da Globo entre as décadas de 1960 e 2000.

Com a cômica Tetê de A Gata Comeu (1985), a atriz divertiu telespectadores ao fazer par romântico com Cláudio Corrêa e Castro na trama. Seu talento cativou outros públicos, como o do seriado Caça Talentos (1996-1998), protagonizado por Angélica. Na produção, a artista marcou a memória dos brasileiros com a Fada Margarida. Mais tarde, em 2003, a carioca conquistou crianças ao substituir Josie Antello como Dona Carochinha em Sítio do Picapau Amarelo, tornando-se fixa do elenco em 2005.

O adeus de Marilu Bueno da TV foi em Salve-se Quem Puder, exibida na Globo entre 2020 e 2021, novela gravada em meio a paralisações em razão da pandemia da Covid-19. Na história de Daniel Ortiz, ela interpretou Dulce, uma falsa católica moralista.

Continua após a publicidade

Marilu Bueno-Guerra dos Sexos
Marilu Bueno // Reprodução/TV Globo
Fernanda Montenegro, Marilu Bueno e Paulo Autran na novela
Fernanda Montenegro, Marilu Bueno e Paulo Autran na novela “Guerra dos Sexos”, da Rede Globo // Reprodução/TV Globo
Marilu Bueno e Mauro Mendonça na novela
Marilu Bueno e Mauro Mendonça na novela “Estúpido Cupido”, da Rede Globo // AMICUCCI GALLO/TV Globo
Otávio ( Tony Ramos ) e Charlô ( Irene Ravache ) jogam comida um no outro durante o café da manhã. Eles saem da mesa sujos, como se nada tivesse acontecido. Também em cena: Olivia ( Marilu Bueno ).
Otávio (Tony Ramos) e Charlô (Irene Ravache) jogam comida um no outro durante o café da manhã. Eles saem da mesa sujos, como se nada tivesse acontecido. Também em cena: Olívia (Marilu Bueno) // Alex Carvalho/TV Globo
Sítio do Picapau Amarelo
Marilu Bueno de vestido preto e sobretudo rosa em “Sítio do Picapau Amarelo” TV Globo
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)