Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Rio Grande do Sul Por Veja correspondentes Política, negócios, urbanismo e outros temas e personagens gaúchos. Por Paula Sperb, de Porto Alegre

Sartori lidera pesquisa eleitoral no RS, mas tem a maior rejeição

Governador, que ainda não anunciou sua candidatura, é seguido por postulantes do PSDB, PT, PDT e PP que ficam empatados segundo a margem de erro

Por Paula Sperb Atualizado em 12 jun 2018, 15h31 - Publicado em 12 jun 2018, 15h19
Infogram

Mesmo sem ter anunciado sua candidatura à reeleição, o governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (MDB), lidera a intenção de votos entre os eleitores do estado conforme a pesquisa divulgada nesta terça-feira, 12, pelo Instituto Paraná.

Tradicionalmente, o estado não reelege seus governadores. Segundo o levantamento que ouviu 1.540 pessoas em entrevistas pessoais em 64 municípios, Sartori tem 28,3% da intenção dos votos, seguido por Eduardo Leite (PSDB), com 10,8%, Miguel Rossetto (PT), 9,8%, Jairo Jorge (PDT), 8,2%, e Luis Carlos Heinze (PP), 6%.

O resultado obtido pelo Instituto Paraná indica a realização de um segundo turno. Porém, como a margem de erro da pesquisa é de 2,5%, Leite, Rossetto, Jorge e Heinze estão tecnicamente empatados. Ou seja, no momento, ainda é uma incógnita o candidato que enfrentaria Sartori. O governador tem mais votos entre os homens (32%) e é o preferido entre os jovens de 16 a 24 anos (31,6%). Nessa faixa etária, o segundo preferido é Jorge com 10,4%.
No cenário estimulado, 21,1% dos eleitores não votaria em nenhum dos candidatos apresentados e 6,6% não sabe em quem votar.

Ao mesmo tempo em que lidera a pesquisa, Sartori acumula também a maior rejeição. Dos entrevistados, 51,5% responderam que não votariam no governador “de jeito nenhum”. A rejeição de Sartori é maior do que o petista e ex-ministro da Agricultura Miguel Rossetto, que tem 47,8% de rejeição.

O governo do Sartori é desaprovado pela maioria, 55,8%. Outros 39,6% aprovam a gestão e 4,5% não sabem ou não opinaram. As mulheres (59,2%) são as que mais desaprovam a administração gaúcha, especialmente aquelas da faixa dos 35 a 44 anos (59,7%).

A disputa para o Senado será para duas cadeiras para o estado. Ana Amélia Lemos (PP) e Paulo Paim (PT) disputarão a reeleição. Os eleitores ouvidos pela pesquisa podiam apontar dois candidatos na entrevista estimulada. Ana Amélia lidera com 44,5%, seguida por Paim, com 28,7%, Germano Rigotto (MDB), 22,3%, Alceu Collares (PDT), 11,3% e Beto Albuquerque (PSB), 10,5%.

Continua após a publicidade

Publicidade