Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Ricardo Rangel

Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Continua após publicidade

Lula e a união do Centro

Tasso Jereissati acha que a volta de Lula representa "uma avenida aberta" para as forças de centro

Por Ricardo Rangel Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 12 mar 2021, 17h00

Grande parte dos analistas políticos entendeu a ressureição política de Lula como péssima notícia para as forças de centro, que teriam ficado estranguladas diante do acirramento da polarização. Mas há também quem entenda, como o senador Tasso Jereissati afirmou em entrevista a William Waack, que ela é “uma avenida aberta” para que as forças de centro cheguem a um acordo e lancem uma candidatura única. Basta ter um pouco de “desprendimento”, disse Tasso.

As duas visões coincidem no entendimento de que a união das forças de centro em uma candidatura única se tornou obrigatória, sob pena de derrota fragorosa em 2022. A divergência é que uns, como Tasso, enxergam a união como uma oportunidade, e outros a consideram um obstáculo quase intransponível.

No Brasil, ser realista quase sempre significa ser pessimista, sem falar que, dado o comportamento do centro até agora, esperar desprendimento de quem quer que seja soa como uma temeridade.

ACM Neto traiu Rodrigo Maia e se abraçou com Bolsonaro. Doria tentou dar um golpe de Estado no PSDB e acabou sem o apoio de ninguém. Os cartolas do PSDB inventaram um novo candidato, Eduardo Leite. Rodrigo Maia se abraçou com Lula. Mandetta está em um partido que acaba de apoiar em bloco o candidato de Bolsonaro. Sergio Moro está sob fogo cerrado do Supremo, e ninguém tem coragem de defendê-lo. Luciano Huck até hoje não sabe o que quer. Com um centro assim, quem precisa de polarização?

Antigamente se dizia que “a esquerda só se une na cadeia”. O centro, menos acostumado a ir para a cadeia, parece que não se une nunca.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.