Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Ricardo Rangel

Enquanto o governo desmata, há quem celebre o meio ambiente

O Dia Mundial dos Oceanos, 8 de junho, será comemorado com um enorme "abraço" na orla de Copacabana, no Rio de Janeiro

Por Ricardo Rangel Atualizado em 7 jun 2022, 15h26 - Publicado em 7 jun 2022, 15h19

Há 30 anos, o Rio de Janeiro foi o palco da ECO-92, o primeiro evento mundial dedicado à causa ambiental. Entre as várias questões tratadas, uma mereceu atenção especial: o cuidado com os oceanos.

Inspirado no Dia da Terra, celebrado em 22 de abril desde o ano de 1970, o Dia Mundial dos Oceanos foi proposto no dia 8 de junho daquele ano por uma equipe canadense formada por membros do International Centre for Ocean Development e do Ocean Institute of Canada.

A proposta tinha por objetivo colocar os oceanos no centro das discussões científicas e políticas intergovernamentais relacionadas ao aquecimento global e às mudanças climáticas.

Em 2008, a ONU reconheceu oficialmente a data, criando uma oportunidade de se fazer um balanço da situação dos mares e oceanos do mundo e conscientizar a população sobre a necessidade de preservação desse importante ambiente de biodiversidade, que ocupa cerca de 71% da superfície da terra.

A cada ano é definido um tema chave para discussão. Em 2022 é “Revitalização: Ação Coletiva para o Oceano” que marcará a data em diversos países.

No Brasil o evento de maior repercussão é o “Aquele Abraço” promovido pela ROUTE Brasil. Na primeira edição, em 2019, cerca de 15 mil pessoas ocuparam a orla da Barra até o Recreio, irmanadas por um mesmo propósito: proteger nossos oceanos dos impactos gerados por resíduos descartados de maneira incorreta.

Neste ano o evento será na orla de Copacabana, que terá 25 pontos ao longo da orla para recepção do público. Os participantes farão um abraço simbólico seguido de um mutirão de limpeza e triagem dos dejetos. Ações semelhantes acontecerão em Lisboa e Miami.

Enquanto o governo federal desmata (e se recusa a procurar o jornalista), há quem celebre o meio ambiente.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)