Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Ruralistas aproveitam crise entre Lula e Lira para combater o MST

Presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, Pedro Lupion, diz que sessão de terça provou que grupo tem votos para aprovar “pacote anti-invasão”

Por Nicholas Shores Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 9 Maio 2024, 12h15 - Publicado em 18 abr 2024, 08h30

A bancada ruralista está aproveitando a crise política entre Arthur Lira e o governo Lula para avançar com propostas para combater o MST, afirma o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado Pedro Lupion (PP-PR).

O presidente da Câmara manifestou nos últimos dias a líderes de bancadas que passaria a pautar mais propostas da oposição. Os ruralistas buscam aproveitar o que chamam de “inabilidade” do governo federal e o descontentamento de Lira com o Palácio do Planalto para avançar com seu “pacote anti-invasão”.

Já estava nos planos de parlamentares ligados ao agro articular uma reação política ao “abril vermelho” do MST, mês em que os sem-terra intensificam invasões a propriedades rurais e instituições públicas da reforma agrária, como superintendências do Incra.

A crise política levada a público com a declaração de Lira chamando o ministro Alexandre Padilha (Relações Institucionais) de “desafeto pessoal” e “incompetente”, todavia, mostrou-se uma “oportunidade” aos olhos da Frente Parlamentar da Agropecuária.

Continua após a publicidade

Na sessão da Câmara na terça-feira, entrou na pauta uma série de requerimentos de urgência do “pacote anti-invasão” que não havia sido acordada na reunião de líderes. 

Um desses requerimentos, que acelera a tramitação de um projeto que proíbe “ocupantes e invasores de propriedades rurais e urbanas” de receber benefícios sociais federais e de ser nomeados para cargos públicos, foi aprovado por 293 votos a 111.

Para Lupion, o placar mostra que a bancada ruralista tem votos suficientes para aprovar tantos requerimentos de urgência e projetos de lei de seu “pacote anti-invasão” quanto forem pautados por Lira.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.