Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Rede católica pede resposta ‘drástica’ ao ‘colapso sistêmico’ na Amazônia

Entidade com representantes eclesiais de Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Peru e Venezuela alerta para ‘ponto de não retorno’

Por Nicholas Shores Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
15 nov 2023, 08h01

A Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam) afirmou em carta aberta que a crise climática e o “colapso sistêmico” na Amazônia exigem uma resposta “drástica, intensa e com o compromisso de todos”. A entidade, com representantes de Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Peru e Venezuela, tem intensificado seus alertas às vésperas da COP28, da ONU, a ser realizada em Dubai de 30 de novembro a 12 de dezembro.

“A situação na Amazônia tornou-se crítica, chegando próximo a um ponto de não retorno”, disse a Repam, enumerando fatores como incêndios “descontrolados” e a seca severa, “com níveis nunca registrados dos rios e lagos, isolando inúmeras comunidades e deixando milhares de pessoas sem acesso a água potável e serviços de saúde, educação e alimentação”.

Na carta, a entidade da Igreja Católica expressa sua preocupação com “o extrativismo predatório, desmatamento acelerado, concessões, hidrovias, projetos hidrelétricos e rodovias”, o “desenvolvimento minero-energético na Amazônia” e as “falsas soluções da economia verde, com a promoção de créditos de carbono e a mercantilização da biodiversidade” do bioma.

“Diante dessa situação de emergência, pedimos a implementação de um Plano de Ação Integral para a proteção e defesa da Pan-Amazônia e de seus povos, com um compromisso sério das autoridades públicas e da sociedade civil para prevenir novas violências, ajudar as vítimas e reverter a situação”, afirmou a Repam.

A entidade “ratifica o apelo do Papa Francisco pela governança global em tempos de crise climática, exigindo que as Conferências do Clima das Nações Unidas (COPs) tomem decisões eficientes, vinculantes e que possam ser facilmente monitoráveis”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.