Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

No próprio bolso

O governador do Amazonas, José Melo (Pros), seguiu a onda inaugurada por Dilma Rousseff e anunciou um corte no próprio salário e nos secretários de Estado. Ele, o vice e os secretários, que recebiam R$ 17.128,80, passarão a ganhar R$ 15.415,92, uma redução de 10%. Também como no caso do governo federal, a medida de […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 00h21 - Publicado em 7 out 2015, 13h32
O governador José Melo, que anunciou corte no próprio salário

O governador José Melo, que anunciou corte no próprio salário

O governador do Amazonas, José Melo (Pros), seguiu a onda inaugurada por Dilma Rousseff e anunciou um corte no próprio salário e nos secretários de Estado.

Ele, o vice e os secretários, que recebiam R$ 17.128,80, passarão a ganhar R$ 15.415,92, uma redução de 10%.

Também como no caso do governo federal, a medida de austeridade é uma “vacina” a um aperto fiscal que o governo prepara, com o aumento da alíquota de ICMS. A arrecadação do Estado despencou neste ano, por conta da crise na zona franca de Manaus, que já registra 25 mil demissões até setembro.

Continua após a publicidade

Publicidade