Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Na Câmara, o cerco fecha contra Pazuello, alvo de cobranças e explicações

Quase metade dos pedidos de informação ao governo é direcionado ao ministro da Saúde

Por Evandro Éboli Atualizado em 28 jan 2021, 10h03 - Publicado em 28 jan 2021, 14h21

Não basta já ser alvo do STF, da Polícia Federal e do TCU – pela omissa condução da crise sanitária no país -, o ministro e general da ativa Eduardo Pazuello está na mira também no Congresso Nacional.

Somente na Câmara, dos 54 requerimentos de informações protocolados até agora por deputados, 21 são cobranças e críticas contra a gestão do ministro da Saúde.

Querem saber como estão a produção de vacinas contra a Covid-19, a política de distribuição de imunizantes, as negociações com a China, os estoques de seringas e agulhas e sobre os estoques de cilindros de oxigênio, que gerou a crise que pode derrubar Pazuello.

Depois de Pazuello, o ministro Paulo Guedes aparece na “preferência” dos deputados como o mais questionado, com 13 pedidos de informação.

Continua após a publicidade

Publicidade